Foi preso nesta quinta-feira (23) o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, que espancou uma procuradora na cidade de Registro (SP). A prisão preventiva foi decretada na quarta-feira (22), a pedido do delegado Daniel Vaz Rocha, porém os policiais só o encontraram nesta manhã.

Uma investigação sobre o caso, instaurada pela Polícia Civil, contou com a análise de fotos e vídeos da agressão, além do depoimento da vítima, Gabriela Samadello Monteiro de Barros.

De acordo com a corporação, o acusado “vem tendo sérios problemas de relacionamento com mulheres no ambiente de trabalho, sendo que, em liberdade, expõe a perigo a vida delas, e consequentemente, a ordem pública”.

Segundo o boletim de ocorrência, Demétrius agrediu Grabriela, inicialmente, com uma cotovelada na cabeça e seguiu desferindo socos no rosto da vítima. Em depoimento, a procuradora disse ter tentado se defender e, inclusive, ter recebido ajuda de uma funcionária que foi empurrada contra a porta e bateu as costas na maçaneta. Nas imagens da agressão, é possível ver que o acusado também ofende a colega várias vezes.

A agressão teria sido motivada pelo fato de a procuradora-geral chefe ter aberto um procedimento disciplinar contra Demétrius devido à sua má conduta no ambiente de trabalho. O procurador alegou em depoimento à Polícia que sofria assédio moral.

***
Redação Conti Outra, com informações da Carta Capital.
Crédito das fotos de capa: Reprodução/Redes Sociais.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.