“Pessoas vão preferir trabalhar domingo a ficar desempregadas”, diz assessor do Presidente

Na noite da última quarta-feira, 14, o secretário especial de desburocratização do Ministério da Economia, Paulo Uebel deu a seguinte declaração: “Com 13 milhões de desocupados no país, as pessoas vão preferir trabalhar aos domingos, como autorizado pela MP da Liberdade Econômica, a ficar desempregadas.”

REDAÇÃO CONTI outra

Na noite da última quarta-feira, 14, o secretário especial de desburocratização do Ministério da Economia, Paulo Uebel deu a seguinte declaração: “Com 13 milhões de desocupados no país, as pessoas vão preferir trabalhar aos domingos, como autorizado pela MP da Liberdade Econômica, a ficar desempregadas.”

A fala do secretário se deu após o final da votação da MP 881, tachada de minirreforma trabalhista por causa das alterações na CLT(Consolidação das Leis do Trabalho). Entre as mudanças da MP está a permissão para trabalho aos domingos e feriados, ponto criticado pela oposição e por sindicatos.

“Hoje, você tem 13 milhões de desempregados e se você quiser abrir o seu estabelecimento, seu negócio, sua atividade ou trabalhar num domingo, eu tenho certeza de que as pessoas vão preferir do que ficar desempregadas”, defendeu Paulo Uebel.

Segundo Uebel, cabe às pessoas decidirem quando querem trabalhar. “Se eu tenho direito de trabalhar ao domingo, por que eu não vou deixar que outras pessoas tenham também? Então nós temos que ter a mesma regra para todos os brasileiros”, completou o assessor do presidente Jair Bolsonaro.

***

Com informações de Jornal Ipanema

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.