sábado, 28 novembro , 2020

nara rúbia ribeiro - resultado da pesquisa

Se você não gostou dos resultados, por favor, faça outra pesquisa

Blogando no Interior

  Nessa edição, o evento terá como cenário a belíssima estância paulista de Socorro, onde águas virtuosas, paisagens extasiantes e esportes de aventura fazem o...

Blogando no Interior

Nessa edição, o evento terá como cenário a belíssima estância paulista de Socorro, onde águas virtuosas, paisagens extasiantes e esportes de aventura fazem o...

“Talvez o amor”, um vídeo para quem sabe que o amar...

Perhaps Love - John Denver & Placido Domingo

Jaulito, animação de 2 minutos traz profunda reflexão sobre a liberdade

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro. Clarice Lispector

Desejo de palco

A atriz Lorenna Mesquita estreia hoje, em São Paulo, o solo teatral Florbela Espanca - a hora que passa. O espetáculo é resultado de...

“O Homem que não conseguia parar: TOC e a história real...

Você já se viu assombrado, atônito, dominado pelas sombras do seu próprio intelecto? Já teve pensamentos que reconhece serem descabidos, exagerados e até bizarros?

A empatia nos faz maiores que o medo de amar

Por Nara Rúbia Ribeiro Eu nasci num lar cristão meio católico, meio evangélico - que depois decidiu-se evangélico. Aos 11 anos, consegui uma autorização especial...

“Eu penso renovar o homem usando borboletas”

Por Nara Rúbia Ribeiro Tenho a mania interiorana de ouvir conversa alheia. Certo dia, goiana que sou, sentei-me no mercado central de Goiânia para comer...

Por que a pressa, se “a gente só chega ao fim...

Já estive entre aqueles que se ocupavam de estampas e valoravam rótulos. Já tive pressa de vencer. Já tive vaidades de sobrepujar adversários ou de ostentar riquezas e glórias.

OBSERVATÓRIO DO MEU ANJO DA GUARDA

Meu anjo anda meio cansado. Sentou-se ao pé do meu leito E dormiu. O tempo apiedou-se dele E parou a contagem das horas. Estática, Parei de validar os medos. Um anjo...

Sou poeira de estrela

Por Nara Rúbia Ribeiro Perdoa-me a indelicadeza de desnudar-me a ti. Talvez eu perceba que poucos me compreendam e saiba que podes compreender-me mais que...

Nepal: que das estrias da Terra brote uma nova esperança

Por Nara Rúbia Ribeiro O que fazer quando, num repente, a Terra rejeita a carícia dos nossos pés? Quando ela, mãe maior, treme e sua...

Saibamos o que os poetas falam das mães

Quando a mãe é a musa, assim nasce o poema: Para Sempre Por que Deus permite que as mães vão-se embora? Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz...

Quanto vale um professor?

Na era do culto às celebridades, do elogio à desinteligência, da ânsia pelo fútil, do aplauso ao vazio, quanto vale um professor? Nada.