quinta-feira, 22 agosto , 2019

“Universitários têm hoje cerca de 40% menos empatia do que seus...

E a explicação para isso pode estar na diminuição da leitura. Saiba mais!

Ansiedade, até que ponto é normal? Leia sobre os sintomas e...

Tendo em vista que: Ansiedade é uma característica normal e que faz parte do ser humano. Ela costuma aparecer em momentos de perigo real ou imaginário,...

Ela tem Alzheimer, mas ainda toca piano divinamente

"Ela não consegue se alimentar sozinha, nem ir ao banheiro. Mas ainda toca piano. Ela sempre tocou, mas nunca teve uma aula sequer. É uma musicista...

Síndrome de sabe-tudo: o ego excessivo que impede o crescimento

Os psicólogos da Universidade de Michigan analisaram essa atitude para determinar se os sabe-tudo sabem realmente mais do que outras e se essa crença de superioridade lhes permite aplicar melhores estratégias de aprendizagem.

Seja generoso com o passado, mas aprenda com ele

Quando a gente escolhe levar uma vida consciente, precisamos ficar sempre refletindo, analisando, tentando entender se cada passo que damos está de acordo com...

É melhor estar sozinho do que com alguém que te faça...

Há determinados momentos em que podemos nos sentirmos sozinhos, mesmo  cercados de pessoas. Estar com os outros não significa estar conectado com eles. Por...

Amor não é apego (nem sofrência, por favor )

Por Cristina Parga A questão é simples e complexa (...): amor de verdade não dói. Ele inunda o coração e se basta sozinho. Já o...

A lei do gelo, uma forma disfarçada de abuso psicológico

Ninguém deve tentar resolver um conflito através da lei do gelo. Quando há um problema entre dois seres humanos, a única coisa saudável é encontrar uma maneira de dialogar para encontrar soluções. O silêncio e a distância só geram mais mal-entendidos e, no final, não resolvem absolutamente nada.

A morte é um dia que vale a pena viver –...

Por um lado, aliviar a dor e o sofrimento de doentes e familiares. Por outro, resgatar a biografia de pacientes. Esse é o exercício diário de Ana Claudia Quintana Arantes, médica formada pela FMUSP e especialista em Cuidados Paliativos pelo Instituto Pallium e Universidade de Oxford, além de pós graduada em Intervenções em Luto.

Paramos na idade em que nos falta amor

Com muita frequência, me encontro com pessoas que, por fora, parecem ter 20, 30 ou 40 anos, mas, lá no fundo, ficaram na infância e ainda precisam do amor que lhes faltou quando eram pequenas.

Carta de um doente de Alzheimer para sua mulher

Leninha, meu amor. Escrevo-te esta carta, mas a única viagem que ela fará, será da minha mão para a tua.

5 lições de vida para você DESAPRENDER o mais rápido possível

Você rebebeu um monte de conselhos enquanto crescia, entretanto, o que eu vou te mostrar nessa matéria é que nem todos são realmente bons para você.

Recompensas imediatas na infância, consequências futuras.

Outro dia, caminhando pela rua, vi um pai às voltas com o filho pequeno, que chorava e fazia aquela manha tão conhecida. O homem...

Perguntaram a pessoas centenárias o que elas têm a ensinar.

Provavelmente você já ouviu alguém dizer que "sabedoria vem com o tempo". Depois de ler o que essas pessoas centenárias ensinam sobre a vida,...