segunda-feira, 16 dezembro , 2019

O poema que Mia Couto escreveu para Manoel de Barros

No Brasil, uma das maiores propagadoras dos textos do escritor moçambicano Mia Couto é Nara Rúbia Ribeiro. Nara, além de advogada, professora e...

ParadoXos: uma “eternidade provisória”

Por Nara Rúbia Ribeiro A concretude da poesia é um paradoxo. A sua essencialidade, também. Sabedor disso, Heduardo Kiesse fez de sua página no Facebook,...

Fernanda Montenegro recitando Simone Beauvoir – Globo News

"A impressão que eu tenho é a de não ter envelhecido embora eu esteja instalada na velhice. O tempo é irrealizável. Provisoriamente, o tempo parou pra mim. Provisoriamente."

Escolha uma das imagens e leia sua mensagem poética

Quando você olha e se apaixona por uma imagem, dentre tantas outras, aquela é a paisagem do seu coração, naquele instante.

7 poemas de amor para o Dia dos Namorados: escolha o...

São tantas as vezes que, diante da pessoa amada, os sentimentos transbordam, a alma se faz plena de sonho, encantamento, desejo e ternura, mas as palavras nos faltam para dizer desse amor em sua real dimensão.

Mãe, uma declamação emocionada de Rolando Boldrin

No coração de um homem simples, não raro, também mora a poesia. Ela nada tem da erudição, mas de uma profunda e serena sintonia...

“Para sempre”: o poema que Carlos Drummond de Andrade fez para...

Há mais de uma semana tenho visto dezenas de mensagens que homenageiam as mães. Algumas são sinceras, mas a maioria infelizmente é comercial. Abaixo está...

Se me esqueceres, poema de Pablo Neruda

Pablo Neruda, in "Poemas de Amor de Pablo Neruda"

O jacarandá se pintou de azul… (A mais compartilhada da semana...

O jacarandá se pintou de azul para espelhar o céu! O jacarandá sorriu em flor porque já é abril. ...

Sem abrigo, por Maria Augusta Ribeiro

Eu conheci Maria Augusta Ribeiro por acaso enquanto comentava um poema de um amigo em comum que temos no Facebook. Logo no início fiquei...

Sou África…um poema de Énia Lipanga

sou África… de olhos brancos Que sente nos poros A nascença da humanidade Vidas do transacto tempo Que nascem do rio da minha respiração África sou Meu pretérito ferido pela escravidão Meus...

3 encantadores poemas de Mário Quintana

A Rua dos Cataventos Da vez primeira em que me assassinaram, Perdi um jeito de sorrir que eu tinha. Depois, a cada vez que me mataram, Foram levando...

Louvor do Aprender, um poema de Bertold Brecht

Louvor do Aprender Aprende o mais simples! Pra aqueles Cujo tempo chegou Nunca é tarde de mais! Aprende o abc, não chega, mas Aprende-o! E não te enfades! Começa! Tens...

“Joaquim Sapé” poema espetacular de Manoel de Barros

Os ornamentos de trapo de Joaquim Sapé já estavam criando cabelo de tão sujos. Joaquim atravessava as ruelas da Aldeia como se fosse um Príncipe. Com aqueles ornamentos...