quinta-feira, 3 dezembro , 2020

A mensagem das flores (mensagens surpresa!)

Escolha uma das flores e leia a sua mensagem poética.

Cansaço- por Nara Rúbia Ribeiro

CANSAÇO Deveria haver na vida Um tempo De férias do existir. Assim, Quando o caos das horas Nos visitasse o relógio da alma Uma calma inexistência Nos levaria a paragens Onde todo sonho...

Amar- Marília Pêra recitando Carlos Drummond de Andrade

Marília Pêra em uma produção do Instituto Moreira Salles_ IMS

A velhice e a mocidade, neste poema, dialogam. Vale reflexão!

DIÁLOGO O mancebo perfeito e o velho humilde e rude Viram-se. E disse ao velho o mancebo perfeito: "Glória a mim! sorvo o céu num hausto do...

Poema à boca fechada- José Saramago

Poema à boca fechada Não direi: Que o silêncio me sufoca e amordaça. Calado estou, calado ficarei, Pois que a língua que falo é de outra raça. Palavras consumidas...

“Pássaro azul”, um poema de Cecília Meireles

  Pássaro azul Tua estirpe habitara alcândoras divinas. Com os pés de prata e anil desceste antigos tempos. E em minhas mãos pousaste, e o silêncio explicou-se, por tua...

“Todas as Vidas”, um poema de Cora Coralina

Todas as VidasVive dentro de mimuma cabocla velhade mau-olhado,acocorada ao pédo borralho,olhando para o fogo.Benze quebranto.Bota feitiço…Ogum. Orixá.Macumba, terreiro.Ogã, pai-de-santo…Vive dentro de mima lavadeirado...

“Mulher é desdobrável. Eu sou.”- Adélia Prado

Com licença poética Quando nasci um anjo esbelto, desses que tocam trombeta, anunciou: vai carregar bandeira. Cargo muito pesado pra mulher, esta espécie ainda envergonhada. Aceito os subterfúgios que me...

O Caminho para a Distância, a primeira obra publicada de Vinicius...

Por Alan Lima Publicado pela Schmidt Editora no ano de 1933, O Caminho para a Distância é a primeira obra do Poetinha.  Aqui os poemas...

O poema que Mia Couto escreveu para Manoel de Barros

No Brasil, uma das maiores propagadoras dos textos do escritor moçambicano Mia Couto é Nara Rúbia Ribeiro. Nara, além de advogada, professora e...

3 inspiradores poemas de Cora Coralina

Cora Coralina nasceu em 20 de agosto de 1889, e morreu na cidade de Goiânia em 10 de abril de 1985.

Na pureza da infância, eis um aprendizado divino, por Nara Rúbia...

Confissão de aprendizado Vi Deus sorrindo num balanço nos céus. Doutra vez, ele contava carneirinhos para dormir E eu passei a ajuda-lo, até que peguei no sono. Deus...

Uma vida por um beija-flor

Para mim o beija-flor sempre foi sinônimo de encantamento. Quando ele surge é sempre tão rápido, veloz e belo que parece que uma fada...

Os dez mais extraordinários poemas de Manoel Bandeira

Editorial CONTi outra Manuel Bandeira nasceu em 1886 e figura entre os grandes nomes da poesia brasileira. Lecionou Literatura, foi crítico literário e crítico de...