domingo, 15 setembro , 2019

Provocações – A Incapacidade de Ser Verdadeiro (Carlos Drummond de Andrade)

Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões da independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas....

7 poemas de amor para o Dia dos Namorados: escolha o...

São tantas as vezes que, diante da pessoa amada, os sentimentos transbordam, a alma se faz plena de sonho, encantamento, desejo e ternura, mas as palavras nos faltam para dizer desse amor em sua real dimensão.

“Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto,...

Certezas Não quero alguém que morra de amor por mim… Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando. Não...

O poema mais compartilhado da semana: Historinha pra ninar gigante

Poetas são criadores de sonhos e tradutores de sentimentos. Através de sua escrita a realidade cruza as barreiras da magia e o encantado torna-se real. Quem,...

Minha Mãe- Vinicius de Moraes

Minha Mãe Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo Tenho medo da vida, minha mãe. Canta a doce cantiga que cantavas Quando eu corria doido ao teu regaço Com...

Memória de um amor que nunca foi- Mia Couto

Mia Couto nasceu em 1955, na Beira, Moçambique. É biólogo, jornalista e autor de mais de trinta livros, entre prosa e poesia. Seu romance...

Se quiser namorar-me, por Nara Rúbia Ribeiro

CALMA Se quiser namorar-me, Tenha calma. Traga na alma a lembrança de que sou sonho E não posso ser tocada do nada Ou beijada como se mortal eu fosse. Faça...

3 encantadores poemas de Mário Quintana

A Rua dos Cataventos Da vez primeira em que me assassinaram, Perdi um jeito de sorrir que eu tinha. Depois, a cada vez que me mataram, Foram levando...

O amor antigo- Carlos Drummond de Andrade

Uma homenagem do CONTI outra para Maria Aparecida Cruz Silva, nossa querida leitora. O amor antigo O amor antigo vive de si mesmo, não de cultivo alheio ou...

“Alta tensão”, um intenso poema de Bruna Lombardi

Alta Tensão eu gosto dos venenos mais lentos dos cafés mais amargos das bebidas mais fortes e tenho apetites vorazes uns rapazes que vejo passar eu sonho os delírios mais soltos e os gestos mais...

Necrológio dos desiludidos do amor- Fernanda Torres recita Drummond

Necrológio dos Desiludidos do Amor Os desiludidos do amor estão desfechando tiros no peito. Do meu quarto ouço a fuzilaria. As amadas torcem-se de gozo. Oh quanta matéria para...

Pois que este é nosso destino: amar sem conta- ...

Que pode uma criatura senão, entre criaturas, amar? amar e esquecer, amar e malamar, amar, desamar, amar? sempre, e até de olhos vidrados amar? Que pode, pergunto, o ser amoroso, sozinho,...

Ana Carolina lê trecho de "Poema Sujo", de Ferreira Gullar

Definido pelo próprio autor como "uma experiência poética única", Poema sujo (Editora José Olympio) surgiu no exílio. Na Buenos Aires de 1975, Gullar viveu...

Não temer os ventos e navegar nas nuvens: esta é a...

Ventos movimentam-se as palavras coreografadas no vento fios de espuma vestem poemas. correm os séculos, não apagam as estrelas no céu do meu país. veias são laços no peito. na linha do tempo não...