domingo, 26 maio , 2019

“Não te rendas”, o lindo poema de Mario Benedetti que vai...

"Não te rendas que a vida é isso, continuar a viagem, perseguir os teus sonhos, destravar os tempos, arrumar os escombros, e destapar o céu." Mario Benedetti

Sem abrigo, por Maria Augusta Ribeiro

Eu conheci Maria Augusta Ribeiro por acaso enquanto comentava um poema de um amigo em comum que temos no Facebook. Logo no início fiquei...

Receita de ano novo- Carlos Drummond de Andrade

Para você ganhar belíssimo Ano Novo

Há quem diz que tristeza é dor

Há quem diz que tristeza é dor há quem ignore na dor a mais dolorosa tristezahá quem confunde tristeza com falta de felicidadee apesar de...

“Os Poemas Possíveis”, José Saramago

Poema à boca fechada Não direi: Que o silêncio me sufoca e amordaça. Calado estou, calado ficarei, Pois que a língua que falo é de outra raça. Palavras consumidas...

“Alta tensão”, um intenso poema de Bruna Lombardi

Alta Tensão eu gosto dos venenos mais lentos dos cafés mais amargos das bebidas mais fortes e tenho apetites vorazes uns rapazes que vejo passar eu sonho os delírios mais soltos e os gestos mais...

“Minha cabeça estremece com todo o esquecimento”, por Herberto Helder

Herberto Helder — Poemacto II Minha cabeça estremece com todo o esquecimento. Eu procuro dizer como tudo é outra coisa. Falo, penso. Sonho sobre os tremendos ossos...

Minha Mãe- Vinicius de Moraes

Minha Mãe Minha mãe, minha mãe, eu tenho medo Tenho medo da vida, minha mãe. Canta a doce cantiga que cantavas Quando eu corria doido ao teu regaço Com...

“Teu riso”, um poema de Pablo Neruda capaz de tirar o...

Tira-me o pão, se quiseres,/ tira-me o ar, mas não/ me tires o teu riso.

Poema à boca fechada- José Saramago

Poema à boca fechada Não direi: Que o silêncio me sufoca e amordaça. Calado estou, calado ficarei, Pois que a língua que falo é de outra raça. Palavras consumidas...

Explicação da Eternidade

devagar, o tempo transforma tudo em tempo. o ódio transforma-se em tempo, o amor transforma-se em tempo, a dor transforma-se em tempo. os assuntos que julgámos mais profundos, mais...

Regulamento (Aos praticantes do sonho), por Heduardo Kiesse

Seja mais sonhamor e menos sonhador (a dor não faz falta. Cria ausências)

“Eu não vou perturbar a paz”, um singelo poema de Manoel...

De tarde um homem tem esperanças. Está sozinho, possui um banco. De tarde um homem sorri. Se eu me sentasse a seu lado Saberia de seus mistérios Ouviria até...

O Cântico da Terra, poesia de Cora Coralina

O Cântico da Terra Eu sou a terra, eu sou a vida. Do meu barro primeiro veio o homem. De mim veio a mulher e veio o...