“Como viver apaixonadamente… Não importa sua idade.” Por Isabel Allende

"Se escrevo alguma coisa, temo que ela aconteça, se amo demais alguma pessoa, tenho medo de perdê-la; no entanto, não posso deixar de escrever,...

ADEUS A MANOEL DE BARROS

Depois de enfrentar sérias complicações de saúde, Manoel de Barros, 97 anos, faleceu hoje (13 de novembro  de 2014) em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

20 Frases inteligentes e IRREVERENTES de Ariano Suassuna

"Os doidos perderam tudo, menos a razão. Têm uma (razão) particular. Os mentirosos são parecidos com os escritores que, inconformados com a realidade, inventam outras."

Celebração da amizade, por Eduardo Galeano

Juan Gelman me contou que uma senhora brigou a guarda-chuvadas, numa avenida de Paris, contra uma brigada inteira de funcionários municipais. Os funcionários estavam...

Casa arrumada é assim, por Lena Gino

Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela. Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas…

Pablo Neruda – su poesia en su propia voz

Obra: Crepusculario. Santiago, Ediciones Claridad, 1923. Veinte poemas de amor y una canción desesperada. Santiago, ditorial Nascimento, 1924. Tentativa del hombre infinito. Santiago, Editorial Nascimento, 1926. Anillos. Santiago,...

As mulheres são mais fortes, por José Saramago.

Para começar, gosto das mulheres. Acho que elas são mais fortes, mais sensíveis e que têm mais bom senso que os homens. Nem todas...

Mia Couto: “Há quem tenha medo que o medo acabe”

A fala é de 2011, durante a Conferência do Estoril daquele ano. Em um papo sobre segurança, o escritor moçambicano Mia Couto — um dos meus preferidos e...

“É tempo de viver sem medo”, Eduardo Galeano

Em 2011 ocorreu, em Estoril, uma Conferência cujo tema era “Segurança”. Nessa ocasião, o escritor Mia Couto proferiu um festejado discurso, intitulado: “Murar o medo”.

“Casas amáveis”, um texto deliciosamente aconchegante de Cecília Meireles.

Vocês me dirão que casas antigas têm ratos, goteiras, portas e janelas empenadas, trincos que não correm, encanamentos que não funcionam. Mas não acontece...

Para Moacyr Scliar, “não podemos fabricar nossos sonhos”

Aqui, Moacyr Scliar, médico e escritor brasileiro, faz uma esclarecedora comparação entre o sonho e o processo criativo da escrita. Para ele, o processo...

LÍNGUA DE BRINCAR: documentário inédito com Manoel de Barros

Uma carta, escrita por Lucia Castello Branco para Manoel de Barros, traça o caminho de uma viagem ao encontro do escritor, percorrendo sobretudo a...

Amigos, pela palavras de Vinicius de Moraes

"Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles. A...

Leminski define a poesia no sec XX

Leminski define a poesia no sec XX.