Você é presa fácil para um abusador?

Qualquer pessoa que interesse ou que convenha, fica na mira de sociopatas. Eles são atraídos por pessoa que possam fornecer-lhes suprimento narcísico. Seu pó de pirlimpimpim, cheio charme e bombardeamente de amor é poderoso e atrai a maioria das pessoas. Mas se você estiver com seu “radar anti-narc” funcionando, sairá ileso rapidamente, assim que perceber com quem está lidando.


Existem pessoas, porém, que, por suas características pessoais, são mais suscetíveis a serem presa fácil para um perturbado.

Então observe: Você, seja homem ou mulher, é uma pessoa:

Cuidadora?

Doadora?

Empática?

Otimista?

Generosa?

Sonhadora?

Idealizadora?

Romântica?

Independente?

Solitária?

Bem sucedida?

Cheia de vida?

Sente-se facilmente culpada?

Tem dificuldade para dizer NÃO?

Tem dificuldade para impor limites?

Confiável e que confia facilmente?

Atraente, mas insegura?

Tem problemas de autoestima?

Está fora de uma relação estável?

Estável financeiramente?

Com boas aspirações para o futuro?

Mora só ou com filhos pequenos?

Acredita no bem da humanidade?

Querida pelos amigos e familiares?

Comprometida com sua palavra?

Teve a figura materna ou paterna emocionalmente ausente?

Se você respondeu sim para um número importante destas características, você pode ser uma presa fácil para sociopatas e abusadores em geral. Eles buscam em você aquilo eles não possuem e desejam para si, incluindo coisas materiais, mas não somente. Sua energia, seu sorriso, sua generosidade e empatia são coisas que eles desejam tomar de você. E com pouquíssimo tempo, conseguirão. Depois que você tiver dado o que tem e perdido seu brilho, você será LIXO DESCARTÁVEL.

Mas atenção! Esses perfis abusivos não largam de sua presa fácil e lançam mão de promessas e mímicas de bons comportamentos para que você não se distancie antes que eles “terminem o trabalho”.

Espere. Talvez você esteja dizendo para si mesmo “ah, mas sou eu que sempre vou atrás quando terminamos”. Bem, pense duas vezes. Sociopatas e abusadores em geral são experts em manipular de modo que VOCÊ se movimente para voltar. Se você não o faz, logo passam a stalkear e a fazer promessas de amor eterno, vitimizando-se, dizendo-se abandonados, arrependidos ou inculcando-lhe culpa.

Quando nada disso funciona, passam a desfilar seus novas alvos diante de seus olhos, propagando uma felicidade aparente que, se sua memória estiver boa, vai saber que não é real. Fazem isso na esperança de fazer você pensar “no que está perdendo” e que talvez o problema esteja em você.

Portanto, mantenha essa informação em mente e fique alerta. Eduque-se e ao primeiro sinal de abuso, saia por uma porta que não seja possível abrir atrás de você. Feche a porta de entrada desses tipos em sua vida, e se já estiver com um, feche o portal de comunicação entre vocês AGORA e PRESERVE-SE!

CONTATO ZERO é o nome desse jogo, se você quiser vencê-lo.

COMPARTILHE
Lucy Rocha
Advogada, personal coach e fascinada pelo estudo de transtornos de personalidade, administra a página Relações Tóxicas, na qual dá dicas e apoio a pessoas que vivem, viveram ou sobreviveram a uma relação abusiva. Seu maior prazer é escrever reflexões sobre a vida e sobre o ser humano.



COMENTÁRIOS