Veja as 10 frases mais marcantes de Pepe Mujica

Passou 14 anos preso
“Tive que aguentar 14 anos em cana (…) Nas noites que me davam um colchão eu me sentia confortável, aprendi que se você não pode ser feliz com poucas coisas você não vai ser feliz com muitas coisas. A solidão da prisão me fez valorizar muitas coisas.”

Seu estilo simples de vida
“O que é que chama a atenção mundial? Que vivo com pouco, em uma casa simples, que ando em um carrinho velho, essas são as notícias? Então este mundo está louco, porque o normal surpreende.”

Sobre aposentadoria
O ex-presidente planeja abrir uma escola de negócios agrícolas em um galpão atrás da própria casa.

“Sim, eu estou cansado, mas isso não para até o dia em que me coloquem em um caixão ou quando eu for um velho esquecido.”

Seu discurso na ONU
Mujica, em um dos discursos mais importantes feito por um presidente latino na ONU, representando as “culturas originárias esmagadoras”:

“Sou do Sul e carrego milhões de pessoas pobres na América Latina”.

Sobre o cargo de Presidente
Mujica, ao ser perguntado como se sentia por ser o presidente do Uruguai, surpreendeu a todos com a resposta direta e simples:

“Para mim é um emprego qualquer. Tomo banho e vou trabalhar”

Sobre a descriminalização da maconha
Uma das leis que fez com que Mujica se tornasse mais conhecido foi a que legalizou a maconha. Ele colocou nas mãos do Estado a regulação da produção, venda e distribuição da erva a partir de dezembro de 2013.

“Não é bonito legalizar a maconha, mas pior é dar pessoas ao narcotráfico. O único vício saudável é o amor.”

Casamento gay
Mujica, em agosto de 2013, aprovou a lei do casamento igualitário e fez do Uruguai o segundo país a aprovar esse matrimonio, juntamente com a Argentina.

“O casamento gay é mais velho do que o mundo. Tivemos de Júlio César a Alexandre, o Grande. Dizem que é moderno e é mais antigo do que todos nós. É uma realidade objetiva. Existe. E não legalizar seria torturar as pessoas desnecessariamente”.

Legalização do aborto
Em 2012, o Uruguai tornou-se o único país latino-americano a legalizar o aborto. O ex-presidente disse em entrevistas que a descriminalização poderia evitar as mortes em interrupções de gravidez feitas clandestinamente, como também o numero de abortos se uma mulher sozinha pudesse receber ajuda.
“Legalizando e intervindo, é possível conseguir que muitas mulheres voltem atrás em sua decisão, sobretudo aquelas de setores mais humildes ou que estão sozinhas.”

Crítica ao modo de vida ocidental
Ao comentar o modo de vida ocidental, o ex-presidente ressaltou que as pessoas vivem pelas finanças, no tédio dos escritórios.

“O homem médio às vezes sonha com férias e liberdade. Sempre sonha em pagar as contas, até que um dia o coração para e adeus”.

Índice de aprovação
O ex-presidente, casado com Lucia Topolansky, foi chamado de o presidente mais pobre do mundo por morar na mesma casa de campo e conviver com a cadela de três patas chamada Manuela. Mujica será lembrado para sempre.

“Eu não sou pobre, eu sou sóbrio, de bagagem leve. Vivo com apenas o suficiente para que as coisas não roubem minha liberdade.”

Fonte: Notícias Brasil

Veja também:  Mujica diz que corrupção é doença no Brasil e pede ‘quem gosta de dinheiro’ longe da política

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS