Ter fé e ver coragem no amor

Imagem de capa: Hrecheniuk Oleksii, Shutterstock

Quem pensa que estamos distantes do amar, não sabe por quantos abraços já passamos para chegarmos até aqui. Vai muito além dos pesos e medidas embutidos nos relacionamentos frágeis e clichês. Não precisamos disso. Somos dois recipientes que transbordam cumplicidade pelos lábios. Ter fé e coragem no amor é o nosso lema, é a nossa história.

Estar com você dá um sossego na alma. Quando trocamos olhares, egos passam longe. É admiração mútua sem uma necessidade de cobranças e compensações. Apenas entregamos palavras, depositamos carinhos e permitimos êxtases. Não existe dúvida no tempo compartilhado. Todos os dias você me mostra que sorrisos são a melhor forma de demonstrar respeito e empatia. E fico tranquilo, afastando qualquer resquício de preocupação ao saber da nossa entrega por escolha.

Tenho fé em nós. Enxergo coragem em nós. Porque seguimos sinceros na contramão dos amores construídos através de encomendas e curtidas. Quem me vê desacompanhado de promessas, desconhece que você é o motivo. Abandonei, amores atrás, essa coisa de ficar declarando juras para falar de sentimentos. É bem mais honesto confiar no amor um instante por vez, gestos por dia. Desse jeito, não somente reconhecemos e contemplamos momentos com mais ternuras, como também traduzimos, sem ruídos, esse querer de dois.

Mas, acima de tudo, é importante deixar claro que você é livre, tanto para ficar quanto para ir embora. O que seria do amor se não entendêssemos que a sua amplitude reside na transitoriedade? Amar é movimento contínuo, indefinido e impreciso.

Quem pensa que estamos próximos do desamor, não sabe por quantas partidas já passamos para chegarmos até aqui. Vai muito além das indiferenças e possíveis opostos comentados nos relacionamentos preguiçosos e sem perdões. Não precisamos disso. Somos metades que não se preocupam com preenchimentos, mas que fazem questão de somar.

Ter fé e coragem no amor é o nosso princípio, meio e fim.



COMENTÁRIOS