Tatiana Belinky: “A própria existência dos meus pais me educou”

“A importância da Educação na minha vida? Qual é a importância da educação na vida de quem quer que seja?

Eu tive uma infância muito interessante, tive um pai performático que lia para mim, dizia poesia, falava cinco línguas! Minha mãe cantava em várias línguas também e lia livros de todos os assuntos, desde novelas até a revolução. Havia livros pela casa toda, nunca vi avôs e avós sem livro na mão. Aprendi a ler com quatro anos e a escrever com cinco, e isso para mim foi educação.

Quando vim para o Brasil, meus pais me levaram para ouvir música, ir ao balé, ao solista, à opereta, à orquestra. Tive uma vida muito interessante e agitada para criança. Comecei a ler e escrever muito cedo, em casa, de tanto ouvir meus pais, decorava. Meu pai lia uma vez e eu já sabia de cor. Aprendi brincando.

Sou canhota, comecei a escrever com a esquerda e meu pai disse para experimentar a outra. Experimentei e deu certo e hoje sou ambidestra: eu tenho a esquerda e a direita que escrevem, cortam o bife, ajudam.

Continuo agora com livros e crianças. Educação é isso. A própria existência dos meus pais me educou. Eles não me ensinavam nada. Eu via tudo. Lia e ouvia. Todo mundo lia e todo mundo conversava. Meus pais nunca me apontaram: faça isso, faça aquilo, era a vida de todo dia que era assim, educacional, naturalmente. Você me pergunta o que é Educação e não dá nem para responder. É só tudo!”

Fonte indicada: Educar para Crescer

tatiana-belinky

Tatiana Belinky (1919-2013) é um dos principais nomes de nossa literatura infanto-juvenil.  Com mais de 270 livros publicados entre traduções, adaptações e obras inéditas. Tatiana nasceu na Rússia em 1919, mas mudou-se para o Brasil com apenas dez anos de idade, acompanhando os pais.

Você achou esse conteúdo relevante? Compartilhe!

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS