Sobre o direito de sermos mulheres para casar

Por Jéssica Bórnia

Soa-me muito estranho essa gente que ainda cria estereótipos para definir mulheres que simplesmente sonham em casar, construir uma família e serem donas de casa. Julgam e menosprezam tal escolha como um “ar” de deboche e caracterizam essas mulheres como se fossem uma minoria digna de pena e sem valor algum.

Tais pré – conceitos não deveriam pertencer a uma sociedade que se diz tão liberal e de mente aberta há tudo que vivemos nos dias atuais. Não dá pra achar que todas essas mulheres são iguais por terem apenas a mesma escolha de vida ou viverem na mesma condição. E digo mais, serem chamadas de “amélias”, submissas, puras, ingênuas não as torna piores e nem melhores que ninguém.

Esqueça essa historinha que donas de casa precisam necessariamente pertencer a uma sociedade que não estudou, não trabalhou ou se quer possui uma carreira. Jogue fora a ideia de que elas não se cuidam, não fazem o cabelo, unha e são ignorantes com assuntos de maquiagem. Abandone essa imagem. Elas não são submissas a vida que levam e aos companheiros que possuem.

Conheço tantas mulheres casadas, com famílias e donas de casa que possuem uma personalidade forte, marcante e são independentes. Que amam seus companheiros, seus filhos e tudo que fazem no seu dia-a-dia. Todas tiveram a sorte de encontrar alguém com quem pudessem realizar seus sonhos e viver a vida que tanto desejaram.  Elas não são diferentes daquelas que são solteiras, moram sozinhas e vivem com seu cachorro.

Porque vou te dizer uma coisa: Deus me livre ser uma mulher fria, sem sonhos e sem amor. Prefiro o estereotípico de “Amélia” e viver a minha vida de forma plena e feliz, a ser uma pessoa vivendo uma vida vazia e cheia de falsas alegrias apenas por causa de uma sociedade que ainda não se livrou de pensamentos pequenos e preconceituosos.

Mas veja bem, uma escolha de vida jamais poderá definir se uma pessoa é melhor ou pior que a outra, mesmo porque, nossas escolhas podem mudar a qualquer momento, depende principalmente daquilo que vai fazer seu coração bater mais forte, sempre.

Por isso, seja uma mulher que encara os desafios da sua vida e defenda seus sonhos com unhas e dentes. Se quiser casar, construir uma família e viver plenamente para seu marido, casa e filhos, lute por isso.  Nunca abandone seus sonhos e sua felicidade por nada e nem ninguém.  Afinal somos aquilo que desejamos e nos tornamos aquilo que construímos.

e5a23a6712b5bf1fbf4d16c721f9cf2fJessica Bórnia

Uma jovem apaixonada pela vida e pelo amor de ser mãe. Leitora de tudo aquilo que engrandece o coração. Dramática, neurótica, impulsiva. Otimista de carteirinha. Acredita no poder da fé, das amizades e de um grande amor. Apaixonada por historias com finais felizes. Aprendiz de blogueira

Blog E agora se viraNo facebook

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS