Sobre o amor

Por Lúcia Costa

Sobre o amor se demoram os olhos, luzes castanhas que se reconhecem.

Sobre o amor se derramam a água, o vinho, o orgasmo.

Sobre o amor se constroem a casa com teto de vidro, paredes brancas e piso de mármore que abrigam os pés que dormem entrelaçados.

Sobre o amor mora o ciúme:  medo de que esse planeta feito para dois seja invadido por um estrangeiro de olhar fresco.

Sobre o amor mora a saudade: olhos-inverno, desertos distantes.

Sobre o amor dorme esse “eu te amo”, grito da alma que te aguarda há anos na mesma calçada de onde me disseste “Adeus”.

Andrew Ferez 2
Arte Andrew Ferez

COMPARTILHE
Lucia Costa
É professora de Língua Portuguesa, mora em Patos, PB e escreve poemas, contos, crônicas…



COMENTÁRIOS