Ser feliz não depende de ter um homem. Nem dois.

Selma Arau

“Tem uma carreira brilhante e salário satisfatório, amigos confiáveis, viaja com frequência além do verão, frequenta lugares de rica gastronomia… Revela certo ar de independência, mas, lá no fundo, tem um vazio, tristeza, carência que julga ser a falta de um homem para fazê-la feliz!”

Essa é uma crença machista internalizada, repassada de geração em geração, que tenta afirmar que a felicidade depende de algo fora da mulher.

O machismo tomado na mamadeira, isso mesmo, desde criança vão incutindo a obrigação da mulher não ficar sozinha, para quê? Fazê-la correr atrás de um homem ao invés de ir ao encontro de si mesma e do amor próprio.

A felicidade não depende da presença do outro, mas pode ser que o outro contribua para ela aparecer, ou não!

Imagine que terror “ser feliz só se tiver um homem”, “ser feliz só se ninguém que se ama morrer”, “ser feliz só se emagrecer”, se ganhar na loteria…

Depender é aprisionador para uma pessoa adulta.

Amores vêm e vão e nenhuma relação tem a garantia de ser para sempre, nem existe a certeza de que um dia irá se casar, mas em qualquer desses eventos você pode decidir como se sentir e reagir em relação a eles.

Uma coisa é desejar encontrar alguém para relacionar e partilhar a vida com foco na felicidade, outra é depender de que esse alguém entre nela para dar o “pacote da felicidade”.

Geralmente, mulheres que tem horror a ficarem sozinhas sentem esse “vazio” e muitas das vezes atribui ao homem, coitado, a missão de preenchê-lo com o “poder” de fazê-las felizes.

Daí surgem relacionamentos sufocantes, infelizes…

Se quiser, realmente, ser feliz sem depender de nada comece a fazer atividades só com você!

Vá ao cinema, tome um chopp num boteco, medite, viaje, cultive hábitos de leitura, dance, borde, escale, pedale, trote e corra, principalmente, de crenças limitantes.

Assim, ao gostar imensamente de si mesma, apreciar a própria companhia, as escolhas, seja de se casar ou não, serão voltadas para alimentar cada vez mais a capacidade interna de ser feliz!

(Selma Arau, escritora, palestrante, orientadora sexual, ig@selmaarauescritora)
Fonte: Diário da Manhã

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.

COMENTÁRIOS