Seja uma mulher livre

Se eu pudesse te dar só um conselho, eu diria: Seja uma mulher livre.

Seja dona do seu próprio destino.
Saiba o que você quer e corra atrás disso.

Seja uma mulher livre.
Não espere aprovação dos outros para fazer o que você está afim.
Se te der vontade, faça.

Mulheres livres não se abalam com julgamentos, elas sabem que quem as julga não entende nada sobre o que é ser ela. Ninguém nunca entenderá.

Ligue a música no talo e dance sozinha no quarto.
Aprenda a cozinhar seu prato preferido, e prepare um jantar a luz de velas apenas para você.
Termina de ler aquele livro que você deixou esquecido na cabeceira.
Seja uma boa companhia para você mesma.

Se não está afim de ir a algum lugar, não vá.
Não precisa arranjar desculpa, simplesmente fale que não está afim.
Você não precisa se explicar para ninguém.

Abre mão de quem não te faz bem.
Sabe aquela amiga que só sabe reclamar da vida e falar mal dos outros?
Sabe aquele ex-namorado que até hoje se diz arrependido?
Perdoe-os, mas abra mão deles.
Aprenda a não mendigar amor de ninguém.
Se não te fez bem, deixe-os ir.

Tenha ideais e não os traia.
Defenda o que você acredita.
Mesmo que você o faça sozinha.

Mas também esteja aberta a mudar de opinião.
Mulheres livres estão abertas a ouvir e considerar opiniões diferentes das suas.
Só não muda de opinião quem está morto.

Não deixe de fazer nada por falta de companhia.
A sua melhor companhia será sempre a sua própria.
Não seja de ninguém, e não chame ninguém de seu.
Você é completamente sua e ninguém nunca mudará isso.

Mulheres livres contagiam.
Elas tiram o melhor da vida.

Saiba receber um elogio.
Se alguém te disser que você é linda, agradeça.
Nunca negue elogios.
Não tenha vergonha de se achar linda.

Não abaixe a cabeça para injustiças.
Não aceite que sejam machistas ou desrespeitosos com você.
Não tenha vergonha de fazer um escândalo.

Tenha personalidade, não mude seu jeito de ser porque ele não agrada algumas pessoas.
O pior erro que podemos cometer é querer agradar a todos.

Não precisa querer se auto afirmar o tempo todo.
Você não precisa provar nada pra ninguém.

Também não queira ter sua vida resolvida aos 20 anos.
Não se desespere por não estar em um emprego tão bom quanto os seus amigos.
Você não é seus amigos.
Você é você e tem seu próprio caminho a trilhar.
Não se compare aos outros.

Sério.
Não se compare aos outros.

O mundo não precisa ser uma competição.

Mulheres livres são mais bonitas.
Ser livre nada tem a ver com a aparência física.
Mas sua liberdade transparece.

Mulheres livres intimidam.
Não há nada mais aterrorizante que uma mulher livre.
Homens não sabem lidar muito bem com elas, eles não estão acostumados com isso.

Mulheres livres não aceitam nada a menos do que elas merecem.
Não adianta, nem tente.
Elas sabem muito bem o que elas podem ter e não vão se acomodar com menos que isso.

Que sejamos livres, então.
Livres para ir onde quisermos.
Para fazer o que nos der vontade.
Livres de amarras, livres de julgamentos.
Por mais mulheres livres.

O mundo é nosso.

Acompanhe a autora no Facebook pela sua comunidade Livre Blog.

COMPARTILHE
Amanda Areias
Dona do blog Livre (facebook.com/livreblog) Designer Gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​ Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.



COMENTÁRIOS