Resiliência é substantivo feminino

Existem palavras que nos fazem pensar, e para mim resiliência é uma delas. Fui procurar no dicionário seu significado, para ser mais exata nas minhas definições, e o que refleti a partir daí achei interessante o suficiente para desejar compartilhar com vocês.
Então vamos lá, joguei a tal da resiliência no Google, e o que apareceu foi:

Substantivo feminino
1. fís propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica.
2. fig. capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças.
Origem ⊙ ETIM ing. resilience ‘elasticidade’

De repente eu me vi parada, tendo uma pseudo epifania olhando para a tela do computador, quando li que resiliência é um substantivo feminino. Eu sei que a relação do substantivo com o seu significado subjetivo não existe, mas eu gostei dela a ponto de querer criar uma relação, e é o que faço aqui sem medo de críticas. Resiliência é coisa de mulher mesmo, que tem a propriedade mágica de retornar à sua forma original depois do parto, da “deformação elástica” de carregar dentro de si outra vida. Essa foi a primeira coisa que pensei, mas esse sentido é físico e concreto demais para mim, eu gosto mesmo é da parte subjetiva da resiliência.

Resiliência é substantivo feminino, e quer você seja homem ou mulher, precisa exercer sua feminilidade na hora de aguentar o tranco e se recuperar depois de uma rasteira da vida. Calma, deixa eu explicar. Feminilidade é aquela coisa bonita que a gente carrega no peito, que tem a ver com cuidado, atenção, carinho. É aquele instinto de fazer acontecer, esperar a planta germinar no solo, organizar, concertar o que se quebrou e dar comida a quem tem fome. Não tem a ver com homem ou mulher, tem a ver com a delicadeza do feminino, da feminilidade.

E você deve estar aí se perguntando o que isso tem a ver com resiliência. Pois para mim tem tudo. Só aguenta levantar, só consegue se reerguer e ser inteiro de novo depois que te quebraram em mil quem reconhece a importância de ser inteiro. Pois só se ajuda, só conseguimos cuidar, alimentar, reparar, quando nós mesmos estamos reparados, cuidados. Isso não é lindo? Exercitamos nossa resiliência, aguentamos levantar depois da queda, quando reconhecemos o quanto é importante sermos inteiros. Pensei numa metáfora bem simples para entender o significado da resiliência para mim: ser resiliente é cair, mas perceber que mais gente caiu junto, e então levantar correndo, esquecer a dor para poder ajudar quem precisa. Resiliência é ato de amor.

Imagem de capa:  Captblack76/shutterstock

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Tais Abdo
Psicóloga clínica especialista em Psicoterapia Psicanalítica Contemporânea e atualmente mestranda na linha de Psicanálise e Civilização. Acredito não no poder de cura da psicologia, mas na capacidade que ela tem de transformar a dor e o sofrimento em compreensão e aprendizado.

COMENTÁRIOS