Que você tenha a sorte de um encontro que surpreenda

Imagem de capa: jujikrivne, Shutterstock

“A vida é arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.” Quando Vinicius concebeu essa verdade, nem ele poderia imaginar o quanto ela duraria. Mas ainda há tempo. Ainda é possível acrescentar um pouco de sorte, um pouco de surpresa. Que novos encontros aconteçam.

Conhecer novas pessoas, agregar sorrisos e conversas que façam o seu espírito mais livre, quase nada nessa vida pode ser comparada. A sensação da novidade, convenhamos, deixa qualquer coração partido ou inibido um ponto mais próximo da plenitude. Não existe uma data certa ou mesmo faz grande diferença quando começar, mas é certeiro que, colocar-se à disposição de desbravar lugares desconhecidos e pessoas das quais normalmente não falaria, é dessas experiências que surpreendem.

Sim, abraçar o novo demanda sorte. Nem sempre é a vontade que a define. Requer paciência e, principalmente, uma leveza natural. Não adianta pedir e forçar para que o universo conspire. Antes de tudo, é necessário contemplar os diferentes lados de si. Provar, pensar e sentir além da rotina, da comodidade e do velho. Para que novos encontros aconteçam é preciso despir-se da preguiça e dos sentimentos surrados pelo passado.

Surpreendente é desejar que, mais dia ou menos dia, a sorte chegará sorrindo e com os braços estendidos, onde um encontro não será julgado pelo tamanho das oportunidades, mas pela intensidade proposta ali, naquele instante. Que você tenha sorte. Que você se surpreenda. Que você viva.

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Guilherme Moreira Jr.
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

COMENTÁRIOS