As pessoas intensas vivem como se não houvesse amanhã.

Eu desconfio que o ponteiro do relógio das pessoas intensas veio com um defeito de fábrica, pois ele é mais acelerado que os demais. Entretanto, deixo claro que isso está longe de ser uma crítica sobre o comportamento delas, ou melhor, comportamento nossos. Para uma pessoa intensa, a vida urge além do normal, e, nem de longe, espere dela uma atitude “morna” quando algo a interessa. Tudo para ela é 8 ou 80. Se algo não desperta o interesse dela, esqueça, ela será uma barra de gelo. Mas, se algo desperta o querer dela, nada nem ninguém poderá contê-la.

Os intensos obedecem a um norteador que é acionado pela alma deles, é como se diante de algo que os atraia, um “dispositivo” acionasse um alarme e uma voz num megafone dissesse bem alto: “vá com tudo, não perca tempo…se jogue”. São pessoas que se entregam com tudo, sem reservas. Isso se aplica a todos os contextos de suas vidas: profissão, hobbies, amizades… e, obviamente, às dores. Ah, e o que esperar de um intenso quando o assunto é amor? Vixi…muita calma nessa hora, aliás, nada de calma, é uma verdadeira avalanche…é temporal…é como romper as comportas de uma represa. Nunca espere um beijo insosso de uma pessoa intensa, se for para beijar assim, ela prefere ficar sem beijo. O abraço dela é diferente, tem uma entrega especial. Tudo parece ser maximizado, mesmo os detalhes mínimos. Quem já se relacionou com um intenso sabe disso, ele é capaz de embarcar num ônibus e ir para outro estado de uma hora para outra após uma conversa de whatssap com seu amor, que despertou uma saudade furiosa, ainda que fique com ele somente 18 horas.

Para os intensos não existe o amanhã, aliás, pensando bem, eles estão certos, afinal, que garantia temos de que o amanhã vai chegar, não é mesmo? Mas nem tudo são flores na vida dessas pessoas. Existem os bônus e os ônus, como tudo na vida. Os bônus é viver tudo com verdade e sem reservas. Os ônus é o fato de eles se entregarem à dor tanto quanto se entregam às paixões. Isso mesmo, eles também não tem reserva na hora de sofrer e enfiam a cara na dor. Mas no tempo deles, eles se refazem e estarão prontos novamente.

Nunca julgue um intenso como ansioso ou destrambelhado…eles são apenas pessoas que sentem com a alma e não conseguem(e nem querem) economizar a euforia diante de algo que os encanta. Eles não conseguem se conter ao ouvir uma música que eles gostam…eles aumentam o volume, eles dançam, eles arrepiam, eles choram…eles fazem poesias. Por fim, deixo uma dica: nunca tente “acalmar” uma pessoa intensa. Ela é linda por ser exatamente assim. Se você acha desgastante se relacionar afetivamente com alguém cuja alma transborda, deixe-o e procure alguém comedido. Tentar impedir uma pessoa de expressar a sua intensidade seria uma crueldade, seria algo parecido como impedir um pássaro de voar.

Imagem de capa: bedya/shutterstock

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.


COMENTÁRIOS