Os cachorros sentem emoções comparadas às de uma criança

Nos últimos anos, vários estudos científicos têm demonstrado que os cachorros podem chegar a sentir emoções de forma similar aos seres humanos. 

Um estudo da Universidade de Emory, em Atlanta, nos Estados Unidos, mostrou que os cães podem ter sentimentos iguais aos de uma criança. O nível de sensibilidade entre as duas espécies é muito semelhante.

Os cães têm a mesma sensibilidade de uma criança

niño-perro

Assim, foi demonstrado no estudo realizado pelo neurologista Gregory Bens que, depois de um teste realizado com vários cães, incluindo seu próprio cachorroos cães possuem a mesma sensibilidade que uma criança.

O experimento consistiu em usar vários cães e colocá-los sob um scaner de ressonância magnética. Ao londo do exame, os cães recebiam diferentes tipos de estímulos que geravam alguma atividade cerebral.

Segundo a pesquisa, a atividade cerebral dos cães aumentava à medida em que recebia sinais que estavam relacionados com a alimentação ou com os odores de pessoas conhecidas.

Leia também: Segundo estudo, amor entre cachorro e dono é o mesmo de mãe e filho

Ler mais: Segundo estudo, amor entre cachorro e dono é o mesmo de mãe e filho

Os cachorros podem ser otimistas ou pessimistas?

Por outro lado, um estudo também relacionado com as emoções nos cachorros,demonstrou que os cães, assim como os seres humanos, podem apresentar sentimentos de otimismo ou pessimismo.

Isto é, quando um cão é deixado sozinho em casa, ele se angustia e demonstra claramente com seus latidos, destruindo coisas ou fazendo suas necessidades fisiológicas no interior da casa.

Neste sentido, o estudo revelou que os cães estavam ansiosos quando foramdeixados sozinhos e que apresentaram comportamentos pessimistas.

O professor Mike Mendl é o responsável pelo grupo de pesquisa da Universidade de Bristol, no Reino Unido, onde foi conduzido o estudo.

Em diversos meios de comunicação, ele declarou que a sua equipe foi capaz de desenvolver um novo método para estudar as decisões pessimistas ou otimistas em cães.

Os pesquisadores realizaram o estudo com 24 cães que haviam entrado recentemente em um refúgio de reassentamento no Reino Unido.

Um pesquisador interagia com cada cão em uma sala isolada por aproximadamente 20 minutos.

No dia seguinte, o cão era levado de volta para a sala e, em seguida, era deixadosozinho por um período de cinco minutos, tempo  em que o comportamento do animal  estava sendo capturado em vídeo.

Durante esses cinco minutos sozinho na sala, os pesquisadores observaram que o cachorro começou a latir, a pular sobre os móveis e arranhou a porta. Estes comportamentos foram repetidos por animais diferentes. 

Com o objetivo de estudar a tomada de decisão nos mesmos cães, os pesquisadores colocaram, em um lugar da sala, um prato de comida e um outro que estava vazio. Ambos os recipientes foram colocados em locais diferentes.

Os cães que corriam rapidamente para esses dois locais diferentes, como se esperassem a recompensa de comida, foram classificados como relativamente otimistas, enquanto que os que não se aproximavam da tigela, foram considerados pessimistas.

Mendl disse: “Sabemos que os estados emocionais das pessoas afetam seus julgamentos e que pessoas felizes são mais propensas a julgar uma situação ambígua de forma positiva. Através do nosso estudo, foi demonstrado que isso também se aplica aos cães “.

Os resultados sugerem que o comportamento considerado como problemático para os donos também tem um significado emocional para os animais, mesmo que o comportamento em si mesmo não esteja sendo demonstrado.

Além disso, surge a possibilidade de que alguns cães possam ser mais propensos a responder com ansiedade quando são deixados sozinhos.

Isso é importante porque o comportamento relacionado com a separação é comum em cães, por conseguinte, prever esse comportamento pode servir para tratá-los de forma correta, de modo que eles possam alcançar um estado de bem-estar.

Que outras coisas os cachorros podem sentir?

caricia-perro

Outros estudos têm sugerido que os cachorros podem experimentar emoções negativas como acontece com os seres humanos, incluindo o equivalente a certas condições psicológicas crônicas e agudas, como a depressão.

Da mesma forma, há alguns anos, os sintomas parecidos com depressão clínica, asneuroses e outras condições psicológicas foram, em geral, aceitas dentro do que se tornou conhecida como emoção canina.

Por outro lado, outros estudos revelaram que os cães também podem ficar com ciúmes. Este tipo de comportamento, em que um animal sente-se frustrado com o que acontece com os outros, também tem sido observada nos macacos.

Nos cães, segundo os pesquisadores, este tipo de comportamento provavelmente deve-se à estreita relação que os cachorros têm com os seres humanos.

Leia também: 27 fotografias de cães com uma beleza que você nunca viu antes

FONTEMeus animais
COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS