O meu tempo é precioso. Só permaneça se tiver interesse

Imagem de capa: HPepper, Shutterstock

Quando você menos espera, percebe que a vida passa depressa. Que é quase impossível adivinhar os capítulos seguintes – por mais angustiante que possa parecer. Logo, não vale a pena conservar incômodos e manter quem não dedica algo de bom para você. O meu tempo é precioso. Só permaneça se tiver interesse.

Isso de persistir nos mesmos erros e seguir ao lado das mesmas pessoas, não rende pontos e prêmios para um tempo seguinte. É preciso separar relacionamentos que fazem mal daqueles que significam sentimentos essenciais na sua vida. Postergar essas escolhas, além de resultar em um péssimo hábito, acelera o processo de deterioração de uma das coisas mais importantes que podemos repassar na vida, o amor comum.

Chega de carregar, por obrigações e costumes, relações inversas do que você realmente merece e pode proporcionar. Primeiro, o seu dever maior é o respeito próprio, e não a autossabotagem. Ninguém pode ditar os melhores meios de encontrar a felicidade que não seja você. Então, por que cargas d’água ficar preso nessa multidão que acha que sabe dizer, mas que não sabe nem como sentir?

Faz assim, liberte-se. Corra pelo tempo em vez de através dele. Multiplique instantes e amores. Subtraia dores e decepções. O meu tempo é precioso. Só permaneça se tiver interesse. Só chegue perto se quiser contribuir para novas emoções, para novas permissões. Para os desinteressados, um leve “até mais ver”.

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Guilherme Moreira Jr.

“Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro”


COMENTÁRIOS