Não, ele não irá mudar por você…

Imagem de capa: GaudiLab, Shutterstock

Sabe aquela promessa de que o amor muda as pessoas? Então, a não ser que você seja protagonista de algum filme de Hollywood isso é quase impossível de acontecer. Ninguém muda ninguém. Aprenda isso! Então, poupe o seu tempo, sua história e seus nervos e viva mais a realidade do que a ficção que lhe apresentaram.

Mudança é uma palavra tão forte que as pessoas deveriam temer usá-la. Ninguém muda da noite para o dia. Imagina se mudaria por alguém. Mudamos quando a vida exige um comportamento mais centrado, mais sério. Quando as circunstâncias exigem amadurecimento e postura diante dos fatos. Mudamos quando a vida bate tão forte que a única saída é enrijecer para não envergar. Mas, sempre tem uma porção de românticos iludidos da sociedade, que possuem aquelas frases prontas “amiga se ele te amar, ele muda!” ou “homem quando ama é fiel, não trai!” (como se a fidelidade estivesse condicionada a sentimento e não ao caráter).

As pessoas precisam perder essa mania de se iludir com tudo o que lhes é conveniente. Ninguém muda por ninguém! Encare isso! Você pode ser a mulher mais magnífica que ele encontrou na vida, a nora que a mãe dele pediu aos céus, mas ainda assim, se ele não quiser parar de viver a vida de solteiro, ele não irá parar. As pessoas possuem o tempo de aprendizagem delas. Não se iluda. Ele não vai parar de beber porque te ama. Ele vai parar de beber porque o fígado dele irá gritar que não aguenta mais. Irá parar de festar porque ele cansou e não porque você insistiu para que ele fizesse isso. O que faz as pessoas amadurecerem e mudarem suas concepções de mundo e de atitudes são as experiências que elas adquiriram com a vida. E só isso! Não se iluda achando que ele irá se apaixonar e mudar da água para o vinho por sua causa. Ele mudará se quiser e por motivos alheios aos seus, acredite.

Camões dizia que “todo o mundo é composto de mudança” e eu concordo fielmente nisso. Ninguém tem a síndrome da Gabriela de Jorge Amado “eu nasci assim, cresci assim, vou morrer assim…”, todos mudam. Mas no próprio tempo. Acredito até, que mudamos mais por medo do que por qualquer outro motivo. Mudamos por medo de perder quem amamos. Mudamos por medo de perder o emprego. Mudamos por medo de morrer. Mudamos por medo de sofrer. Mudamos por medo do novo, mas mudamos! Como dizia Freud: “Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.”

Amor é o sentimento mais incrível do mundo e, é sim, capaz de mover montanhas, mas nos livros. Na vida real, amor tem mais a ver com paciência, companheirismo e convivência do que ilusão. Você é sim importante e é sim o amor da vida dele. Mas não quer dizer que ele irá mudar toda a vida por sua causa. E ainda bem! Se ele fizesse isso seria, no mínimo, motivo de psicanálise! Amor é calmaria, normalidade, paz. Deixa as coisas acontecerem e as pessoas mudarem com o tempo. Se os defeitos forem graves, abre mão e sai dessa história. Algumas coisas não valem a pena. Se os defeitos do teu amor forem aceitáveis, aguenta firme… você também tantos e ele não desistiu de você.

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Pamela Camocardi
A literatura vista por vários ângulos e apresentada de forma bem diferente.

COMENTÁRIOS