Não deixe ninguém estragar o seu dia com problemas que não são seus

Não vivemos sozinhos, pois nossa vida encontra-se entrelaçada às vidas de quem está ao nosso lado, em casa, no trabalho, aonde quer que vamos. Com isso, acabamos nos envolvendo, em maior ou menor grau, com muitas coisas que, na verdade, não nos dizem respeito. Sendo assim, para que possamos seguir em frente sem carregar demais o peso de nossas passadas, é preciso que tenhamos a consciência de que nem tudo o que acontece tem a ver com o que a gente faz.

Embora seja difícil não nos envolvermos com o que acontece bem ali do nosso lado, principalmente quando se trata de algo relacionado a quem amamos, como, por exemplo, nossos familiares, deveremos conseguir guardar um espaço de calmaria dentro de nós, para que não estejamos sempre com o coração pesado. Caso contrário, não viveremos em paz em nenhum lugar, carregando uma carga negativa em todos os ambientes em que estivermos.

Existem pessoas que nunca estão tranquilas, como se precisassem de preocupação para poder viver. Não conseguem enxergar solução para nada e acabam destinadas a sofrer todos os dias, seja pela sujeira na calçada, por conta de um filho rebelde, da torneira que pinga, prendendo-se a qualquer dissabor, tornando-se presa somente do que não está dando certo. Jamais serão capazes de enxergar o tanto de coisas boas que possuem.

Além de se sentirem a pior das criaturas, tentarão, a todo custo, culpar o mundo por tudo o que lhes acontece, recusando-se a refletir sobre o papel delas próprias naquilo tudo. Muitas vezes, inclusive, elas culpam a nós por aquilo que elas mesmas provocaram, pois não aceitam que o outro não esteja tão infeliz quanto elas e querem nos levar para junto de sua própria escuridão. É assim que muitos parceiros, colegas de trabalho, amigos, acusam uns aos outros e é assim que os relacionamentos se deterioram e findam.

Portanto, é preciso que sempre estejamos fortalecidos e certos quanto ao que somos e fazemos, para que não sejamos influenciados com a negatividade dos outros. Sabermos o que é nosso e o que não nos diz respeito nos livrará da negatividade alheia, blindando-nos contra as tentativas de fora de nos puxar em direção à tristeza e à miséria que não são nossas. Já temos bagagens demais; desnecessário carregarmos as malas de quem só guarda quinquilharia emocional. Sejamos felizes, por causa de e apesar de certas pessoas. É isso.

COMPARTILHE
Marcel Camargo
"Escrever é como compartilhar olhares, tão vital quanto respirar".É colunista da CONTI outra desde outubro de 2015.



COMENTÁRIOS