A melhor canção de ninar que existe são as batidas de um coração que nos ama

Amar com a certeza de ser amado na mesma medida nos torna pessoas melhores e mais felizes, simplesmente porque amar é uma delícia e ser amado também. E, embora cada um ame de um jeito único, o que vale é sabermos que ali ao lado existe alguém nos esperando, torcendo por nós, a cada dia, todos os dias.

Dentre as melhores sensações que existem, certamente o amor correspondido se encontra no topo da lista. Amar com a certeza de ser amado na mesma medida nos torna pessoas melhores e mais felizes, simplesmente porque amar é uma delícia e ser amado também. E, embora cada um ame de um jeito único, o que vale é sabermos que ali ao lado existe alguém nos esperando, torcendo por nós, a cada dia, todos os dias.

Existem casais que fazem quase tudo juntos e, se pudessem, até mesmo trabalhariam no mesmo lugar, na mesma sala. Frequentam os mesmos lugares, possuem amigos em comum, assistem sempre à televisão no mesmo cômodo, pois gostam dos mesmos programas, das mesmas séries, das mesmas novelas. Curtem músicas, passeios, viagens, shows, tudo em sintonia, jamais de maneira forçada.

Há casais, entretanto, cujos parceiros mantêm a individualidade, sem desrespeitar o espaço do outro, tendo a confiança sem precedentes como força motriz de tudo o que sentem um pelo outro. Saem sozinhos com os amigos, vão ao cinema desacompanhados, assistem a programas diferentes, em televisões distantes uma da outra. E nem por isso se amam menos. E, sobretudo por isso, unem-se cada vez mais.

Não existe certo e errado no amor, o que existe é amor que faz sorrir porque é de verdade. É amor que luta porque é guerreiro. É amor que fica porque é de coração. Ninguém tem nada a ver com a forma como os casais se amam, caso eles estejam felizes e quietos no seu canto. Sejam melosos, sejam discretos, sejam explícitos, sejam ocultos, os relacionamentos são responsabilidade de quem está ali dentro. Que se amem como bem lhes convier.

Que se durma de conchinha, um em cada cama, em cada casa, não importa, o que vale é o respeito e a lealdade que os parceiros nutrem em relação a quem ali ficou juntinho, esperando a tempestade passar, sem desistir de tentar, sem se esquecer do quanto já lutaram para ficarem juntos. Sempre será reconfortante ter um lar para voltar ao fim do dia, ainda mais quando existir amor sincero ali nos esperando.

Imagem de capa: lightwavemedia/shutterstock

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



Marcel Camargo

“Escrever é como compartilhar olhares, tão vital quanto respirar”.

É colunista da CONTI outra desde outubro de 2015.


COMENTÁRIOS