Lavador de pratos vira sócio de um dos melhores restaurantes do mundo

Sob o comando de René Redzepi, o dinamarquês Noma é um dos restaurantes mais renomados do mundo. Por quatro vezes esteve em primeiro lugar na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo, divulgada anualmente pela revista Restaurant e mostra-se também um exemplo de administração e valorização de seus funcionários.

Ali Sonko, de 62 anos, lavou os pratos do lugar por 14 anos e acaba de se tornar o novo sócio de Redzepi. Sonko é natural da Zambia e cuida da limpeza do estabelecimento desde sua abertura em 2003. Agora ele detém 10% do negócio.

Em 2010, por problemas em seu visto, Ali havia sido proibido de embarcar com a equipe do restaurante para Londres, onde receberiam um prêmio. Na ocasião, os funcionários usaram uma camiseta com seu rosto estampado durante a cerimônia.

“São os melhores colegas de trabalho e sou amigo de todos eles. Mostram-me um enorme respeito e, não importa o que eu diga ou faça, estão sempre lá para mim”, disse ao britânico The Guardian.

Em 2012, quando o Noma venceu novamente, Ali Sonko não só conseguiu comparecer, como foi responsável pelo discurso de agradecimento.

Além de Sonko, dois gerentes foram também promovidos a sócios.

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.

COMENTÁRIOS