Fuga da armadilha das energias desagregadoras

Por Lourival Antonio Cristofoletti

Tenho à disposição a possibilidade de escolher o tipo de Energia que quero desfrutar em cada momento da vida nos eventos em que resolvo me envolver. A qualidade dessa Energia Pessoal, como acontece na Curva de Gauss, oscila em um Quantun de “Menos, menos, menos” (Elevado estado de desajuste emocional e de tensão) a “Mais, mais, mais” (Paz na gestão das minhas emoções).

Minhas ações, das impulsivas às ponderadas, afetam sobremaneira a minha existência: cabe-me avaliar e decidir que tipo de Energia quero emanar e em qual ponto da Curva prefiro ficar, ciente de que têm impacto decisivo no meu ser: o estado de ânimo, a capacidade de realização das coisas, os relacionamentos, o próprio bem-estar e o nível de satisfação interior com a vida que tenho.

Se escolho controlar a impulsividade, distante de ansiedades e precipitações, conseguindo ter um olhar mais condescendente do oponente, poderei atenuar a raiva e a carga de tensão a que me submeterei, impedindo ou, pelo menos, controlando a intensidade da geração e manifestação de uma corrente desagregadora de sentimentos.

Ao sentir-me mais centrado posso, com isso, ter ascendência sobre as emoções e mobilizá-las em eventos mais favoráveis e talvez mais prazerosos. Evitarei discutir em clima de animosidade, deixando de mobilizar carga energética pesada, destrutiva, em que prevalecem a irritação, a bronca, o ódio – sentimentos naturais em processos de rotulação e julgamento do próximo.

As energias desestabilizantes tenderão a se aproximar da dissolução, permitindo que minha realidade ajeite-se de um modo mais ameno, suave, em mais favorável configuração, exibindo evidentes e estimulantes sinais de que estou aprendendo a falar de um novo lugar do meu ser.

Sem estar sendo subserviente, sem curvar-me ou dar-me por vencido, como quem “entrega os pontos”, estarei liberto do impulso de ativar a lista de mágoas, desfazendo-me dos links mobilizadores de desavenças, rótulos, juízos de valor precipitados, distorcidos.

Ficarei mais atento comigo e irei me respeitar mais, trilhando caminhos de moderação, de desprendimento, de certa condescendência, para não perder desnecessariamente Energia, evitando, assim, alimentar o impulso e a vontade de “tomar doses de veneno tendo a expectativa de que o meu desafeto passe mal”.

Será uma decorrência natural escapar da armadilha de tentar provar à força que tenho razão nas discussões – que é algo muito subjetivo e que costuma espreitar o terreno escorregadio do ego -, contentando-me em ser apenas um pouco mais bem resolvido com minha verdade interior.

Ao dar um basta às perguntas excessivas e desconfiadas, deixando de duvidar dos outros sem fundamento, de implicar com questões que não me dizem respeito e de ter a pretensão de construir soluções para problemas que estão fora do meu campo de intervenção, poupo-me de uma série de dissabores psicológicos, que trezem riscos de transtornos psíquicos, tendendo a transformar-se, também, para mim, em problemas físicos através das inevitáveis e consequentes somatizações.

A sabedoria popular ensina que, “quando mais se fuça, mais coisas que não devia, das que não lhe dizem respeito, se descobre”: assim, como eu resolvo manifestar o desejo de maior harmonização, desvio-me das rotas que atraem desagregadoras Energias.

Faço, assim, escolhas fundamentadas e mais harmoniosas no que diz respeito à diversidade, deixando os outros livres para as suas pessoais escolhas – reflexos de suas verdades interiores -, com base no princípio de que cada ser é o resultado das Energias que decide mobilizar.

LOURIVAL  ANTONIO CRISTOFOLETTI

LAC - Close - DSC0 1760Paulista de Rio Claro e residente em Vitória/ES. É mestre em Administração pela UnB – Universidade de Brasília, Analista Organizacional e Consultor em Recursos Humanos. Atualmente atua como professor na Graduação e MBA na FAESA – Faculdades Integradas Espírito-Santenses; Instrutor na UFES – Universidade Federal do ES e na ESESP– Escola de Governo do ES.

Livro publicado: COMPORTAMENTO: INQUIETAÇÕES & PONDERAÇÕES
Livraria Logos (vendas pelo site)

E-mail de contato: : lourival.cristof@uol.com.br
No Facebook: Lourival Antonio Cristofoletti No Instagram: lourivalcristofoletti

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS