Fique atento aos sinais- Aline Andrade

Por Aline Andrade

    Meus caros amigos, a vida é efêmera!

Vivemos em tempos que tudo ocorre a uma velocidade extremamente rápida, seja por avanços tecnológicos ou por nossos próprios anseios. Somos a geração dos impacientes, queremos que tudo aconteça rápido ou a sociedade nos cobra para buscarmos mais e mais a cada dia. Mal saímos do colegial já somos, em uma grande maioria, encaminhados para buscarmos um curso, uma faculdade e por aí vai, em uma fração tão rápida de tempo já nos formamos, buscamos um bom emprego depois seguimos anseios de casar ou não, ter filhos ou não.

Uma sociedade de relacionamentos líquidos a qual nos entregamos a esse ritmo frenético das coisas e mal temos tempo para um café, uma boa conversa, um encontro com aquele velho e bom amigo. Muitos de nós, às vezes nem observamos o que está ao nosso redor, no nosso dia a dia, quiçá as pessoas com quem cruzamos em uma caminhada, ou ida em algum lugar. Estamos voltados para o nosso ego e nossos afazeres.

Com isso deixamos para trás coisas simples e que fazem extrema diferença, como um bom dia, um obrigado, parar e olhar o pôr-do-sol, a lua, toda a simplicidade do mundo a nossa volta. Vivemos preocupados com o futuro e com recortes nostálgicos do passado, talvez isso explique a famosa “geração Prozac e Rivotril”, que necessita de doses anestésicas diárias para conseguir suportar o presente.

Já dizia Vinícius de Moraes em seu samba lindo, “a vida é pra valer, a vida é pra levar”, e a vida é agora e feita de momentos, a vida é evolução, amor, altruísmo, é dar e receber. Nos deparamos com sinais que nos mostram o quão simples e bom pode ser a vida…

Por isso, fique atento aos sinais!

Sobre a autoria:

 Aline Andrade, 23 anos, estudante de Direito,

 apaixonada pela simplicidade da vida, arte e poesia.

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS