Fico com você porque não preciso estar ao lado de alguém

Imagem de capa: Kar Tr, Shutterstock

Porque já não carrego carências de quem precisa de outros abraços. Pude, nesse tempo sozinho, amar a minha companhia. Desfrutei dos instantes que necessitava para ser alguém menos efêmero. Esbarrei em amores que não permaneceram, mas que ensinaram. E que bom que foi assim. Agora, sem nenhum atraso, posso ser inteiro com você.

Não busco egoísmos e disputas. Não trago agouros e amarras. Carrego apenas liberdades para nós. Venho com soma, cumplicidade e sólidos afetos. Caso fosse em alguns sorrisos atrás, certamente o amor seria desfalcado em querer. Mas não mais. Podemos ser tranquilos e serenos. Podemos, no nosso próprio abraço, encontrar todos os motivos que nos permitam ficarmos juntos. Porque é dessa paz e ternura que amor precisa. Ele não quer ser entregue para mãos aprisionadas e corações possessivos. É quando você entende as entrelinhas do amor sozinho que pode permitir um sonhar a dois. Antes disso, somos copos meio cheios.

Um relacionamento saudável reconhece o encontro espontâneo. Reconhece e respeita as vivências vindas do outro lado. E mesmo depois dos lábios trocados e do colo compartilhado, existe uma gratidão pelo cuidado adquirido, pelo carinho cedido. É sobre esses momentos que se trata a sorte de residir ao seu lado.

Mas nada disso aconteceria se não tivesse reservado um bocado de mim para dias nublados. Foram neles que encontrei um pouco mais daquilo que realmente posso ser. Não só para o meu bem, mas também para essa evidente construção dos nossos laços. E que entrelace fizeram pernas e mãos.

Fico com você porque não preciso estar ao lado de alguém. Porque já não mais enxergo o amor como preenchimento de ausência. Pude, nesse nosso tempo, embarcar na sua companhia. E que bom que é assim. Agora, sem nenhum atraso, podemos ser inteiros entre nós. Os tempos de metades ficaram para trás.



COMENTÁRIOS