Eu não sou perfeita, mas te ofereço a minha melhor versão

Eu sei que pareço complicada, mas é só um reflexo da minha insegurança. Isso não tem nada a ver com complicar a tua vida e fazer uma bagunça interior. Então perdoa meu jeito desastrado de ser, vivo quebrando as coisas eu sei, mas jamais quebraria o teu coração.

Eu sou indecisa, eu sei, e sempre fico na dúvida quando preciso escolher. É que eu ainda não sei se escolho sorvete de creme ou de morango e se peço pizza salgada ou doce. Então mesmo se eu não gostar de comida japonesa, odiar cebola na comida e dispensar muito tempero, você promete ficar? Eu sei que não sou boa com expressões e sempre que você me presenteia eu não sei reagir muito bem, mas acredite meu coração dispara e sou invadida de sentimentos bons, só não consigo agir na mesma proporção do que sinto, talvez porque eu sinta demais.

Então eu te dou um abraço e esboço um sorriso como quem sorri com o coração e com a alma. Você me perdoa se eu pareço não gostar das coisas que você me faz? É que na verdade, eu gosto até demais. As tuas ligações só pra me dar um “oi” é suficiente para deixar o meu dia mais bonito e eu fico com a alma leve como quem quer sorrir a todo tempo.

Talvez você não saiba, mas quando você deixa um bilhete dizendo que me ama ou quando fala que quer passar o resto da sua vida comigo, eu me desmonto e fico alegre feito criança que acabou de ganhar um brinquedo que tanto queria. Eu sou insegura às vezes eu sei é que esse tal do amor nos deixa com aquele medo bobo de perder. Por isso te cuido em oração.

Eu sei, somos todos imperfeitos, buscando alguém que aceite as nossas imperfeições. Então perdoa meu jeito esquecido é que não sou muito boa com lembranças e recordações, mas não me esqueço de você um dia se quer.

O teu beijo na testa enquanto a gente espera o elevador me traz paz e quando você me pede pra ficar mais um pouco ou diz que está com saudade eu me sinto abraçada e transbordo de tanto amor. Eu sei que não sou perfeita e não pretendo ser, afinal, ninguém é. Mas com você eu sou mais, sou inteira e não metade. Então, eu posso não gostar das mesmas comidas que você, curtir as mesmas coisas, gostar dos mesmos filmes… Mas eu gosto de você, gosto mesmo. Como quem não quer deixar partir.

Eu gosto do seu jeito organizado de ser mesmo eu sendo uma bagunça, eu gosto do teu jeito exagerado de ser mesmo eu sendo calmaria, do teu apreço pelas coisas mesmo eu sendo desligada. É que nessa somatória, somos equilíbrio, somos encaixe. E eu gosto disso.

Não sou perfeita eu bem sei, mas sei que amo você com toda a minha imperfeição e eu acho isso bonito, essa coisa de querer ser a melhor versão de si para o outro. Então saiba que eu te amo sempre que assisto aquele filme com você mesmo eu não entendendo uma vírgula e fazendo aquele esforço enorme para não dormir.

Eu te amo quando faço perguntas sobre as coisas da sua faculdade porque gosto de ouvir você falar com tanto amor. Eu te amo quando faço aquele lanche ou sobremesa que você tanto gosta mesmo depois de um dia extremamente cansativo, ou quando vou ao mercado e me lembro que você gosta disso ou daquilo. Eu te amo quando te abraço forte e peço pra você ficar, quando te ligo como quem quer arrumar um assunto, mas na verdade só quer ouvir a tua voz.

Com você eu não preciso fingir ser o que não sou e meu desarrumado combina com o teu jeito organizado de ser. O meu sorriso escancarado combina com o teu sorriso tímido que vai sendo desenhado aos poucos em seu rosto. Com você eu não preciso de máscaras, dispenso essa coisa de precisar parecer aquilo que não somos só para agradar.

É que com você ser imperfeito não é defeito e nessa história de imperfeições nós queremos apenas ser a melhor versão de si para o outro. E eu acho isso mesmo bonito, querer melhorar em prol de si, em prol do outro e em prol do amor.

COMPARTILHE
Thamilly Rozendo
Estudante de psicologia, apaixonada por artes, música e poesia. Não dispensa um sorvete e adora um pastel de feira com muito requeijão, mesmo sendo intolerante a lactose. Tem pavor de borboletas, principalmente as no estômago.



COMENTÁRIOS