A paixão pelos gatos e a esquizofrenia: as obras de Louis Wain

“Um dos exemplos que eu sempre usei em palestras para ilustrar as alterações de percepções pelas quais as pessoas passam, desde diferentes pontos de vista até as alterações decorrentes de patologias como as psicoses, foram os desenhos de Louis Wain.” Josie Conti


Louis Wain (1860- 1939) foi um artista britânico que sofria de esquizofrenia e, através de seus desenhos de gatos, representou claramente a sua progressiva fuga da realidade para a fantasia.

” Wain, desde jovem, costumava pintar retratos de gatos para calendários, álbuns, cartões-postais, etc. Aos 57 anos, sua vida e sua arte apresentavam sintomas de psicose. Passou os últimos 15 anos da vida em instituições psiquiátricas. Os retratos dos gatos que pintava, tomaram uma forma ameaçadora. Reveladores de seu estado psicótico são os olhos dos gatos, que miram fixamente com hostilidade, mesmo num de seus primeiros desenhos desta fase (primeira imagem). O psicótico geralmente acha que o mundo crava nele olhares hostis. Outro sinal é a fragmentação do corpo. As imagens do corpo sofrem uma estranha transformação na psicose e quase sempre são representadas com distorção.”(Wikipédia)

Observem como eram os seus desenhos antes do diagnóstico de esquizofrenia:

00

0

000

0000

E após a instalação e cronificação da doença:

00000

000000

000000000

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS