Escolha uma paisagem e leia a sua mensagem poética…

Nada do que fazemos acontece ao acaso e é por isso que tudo o que escolhemos diz tanto sobre nós…

Abaixo, escolha uma das paisagens e leia a mensagem poética que ela trás para você…

Espero que a imagem e texto sejam “o motivo”  para uma boa reflexão!

20140422-204754.jpg

1)

Há em nós a lucidez dos loucos, mas não daqueles loucos tão comuns que habitam este mundo em cada esquina. Somos da quota de loucos que não aceitaram suas prisões e que não entraram por liberalidade em suas gaiolas. Que não se amarraram ao outro com suas correntes. Somos da fração da loucura que abriu mão do dia-a-dia, do seu mais do mesmo. Há em nós a rebeldia dos que não se contentaram com o peso da realidade e abriram as novas portas -e as ideias- em busca de alcançar o horizonte…

Guilherme Antunes

_____________________________________________

2)

“Eis o que eu aprendi
nesses vales
onde se afundam os poentes:
afinal tudo são luzes
e a gente se acende é
nos outros.
A vida é um fogo,
nós somos suas breves
incandescências.”

Mia Couto – In: Um rio chamado Tempo, uma casa chamada Terra.

_____________________________________________

3)

A HORA

A porta do tempo é opaca
Mas menino a viu entreaberta.
Foi espiar.
“- Mãe, cada minuto é feito de sessenta borboletas coloridas
Que voam depressa pra todo lugar.”
A mãe sorriu.
“- E qual a estrutura da hora, filho?”
“- A hora, mãe, é quando a matemática das borboletas se junta
E elas seguram as asas umas das outras
Como se fosse a humanidade inteira… “
A humanidade inteira,
Essa é a hora.
Nara Rubia Ribeiro

_____________________________________________

4)

GIRASSÓIS

Meu coração é um livro
Com páginas de girassóis.

O tempo o folheia
E as páginas giram,
Incansáveis,
A procura de luz.

Beija-flores o visitam
E borboletas nele se assentam,
Vez em quando,
Com ternura de asas de sonho.

Uma borboleta pousada
No girassol do meu peito:
É assim que sinto o poema.

NARA RÚBIA RIBEIRO

_____________________________________________

5)

Abro os olhos.

Não vejo mais meu pai.
Não ouço mais a voz de meu pai.
Estou só.
Estou simples.

Manoel de Barros , In “A Voz de meu Pai”

_____________________________________________

6)

A beleza não elimina a tragédia, mas a torna suportável.

Rubem Alves, in “Ostra Feliz não faz pérola”

 

Seleção de imagens e textos Josie Conti

Gostou? Compartilhe!

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS