Entenda a brincadeira doe 1 livro e ganhe 36

Existe uma brincadeira antiga, mas que voltou a viralizar no último mês, desta vez utilizando o Facebook como ferramenta. Nela é apresentada uma proposta convidando a pessoa para doar um livro para uma criança e, em troca, receber 36. O que, à princípio, parece não ter lógica, trata-se de um esquema de pirâmide como aquelas que as pessoas faziam com valores em dinheiro. Como cada pessoa deve indicar mais 6, os calculos acontecem em progressão geométrica e, para que a brincadeira dê certo, a pirâmide não pode ser quebrada (a brincadeira deve continuar).

Vejam a mensagem que está circulando:

Pessoal,
Preciso de 6 crianças de qualquer idade para participar de uma troca de livros. É preciso apenas comprar UM livro (qualquer um) e enviá-lo a uma criança e o seu filho receberá 36 livros em troca. Quem tiver interesse me avise que envio as informações inbox. É superfácil. Esse livro pode ser comprado em qualquer loja virtual e os 36 também chegarão por correio.
Jeito super legal de incentivar ainda mais a leitura para os pequenos. Quem se interessa?
Amigos e amigas com filhos ou sobrinhos, vamos brincar??? Vamos incentivar nossos pequenos a ler? A idade da criança vai junto com a lista depois para acertarmos na compra.

O que eu acho mais importante frisar é que, ao contrário das pirâmides financeiras que sempre  dão real prejuízo a alguém, a brincadeira feita com os livros apresenta um outro viés, pois, na pior das hipóteses, a pessoa doará um livro sem receber nada em troca. O outro efeito colateral seria a possibilidade da criança esperar receber e não ter retorno. É claro que a ideia não é essa, mas não seria uma oportunidade para se trabalhar com a frustração?

Inúmeras críticas foram feitas dizendo que não é uma boa ideia dizer para criança que ela pode dar 1 e ganhar 36. Entretanto, penso que isso só soa negativo dependendo de como a criança é abordada pois, se os pais enfatizam que o importante mesmo é doar, esse pode ser o ponto principal. Outra maneira de ver a situação seria entender que, quando doamos, recebemos mais em troca. Nem sempre esse argumento é válido, mas é uma leitura da realidade.

A outra crítica que acontece contra a brincadeira é com respeito ao nome e endereço da criança que circularia na internet pelas mãos de estranhos. Sim, há que se ter algum cuidado com isso. Mesmo assim, creio que qualquer pessoa pode usar instrumentos como uma caixa postal, se tiver, ou usar um endereço comercial (trabalho do pai ou da mãe, por exemplo) para receber o livro. Até mesmo o nome da criança pode ser trocado por um fictício, se os pais tiverem medo de colocá-lo. O importante é que as trocas aconteçam e que a criança receba os livros.

Os argumentos que eu descrevi acima não são para fazer uma apologia à brincadeira. Brinca e participa quem quer. Mas eu realmente não acho justo que se exaltem apenas lados que seriam negativos sendo que sim, todo os princípios que envolvem a ideia também podem ser entendidos como nobres: doar livros, ler mais, interagir, etc.

Espero que a ideia tenha ficado mais clara. Assim, quem decidir brincar ou não, poderá fazê-lo baseado em seus próprios argumentos.

Abaixo, um modelo das instruções da brincadeira que, para começar, precisa de um convite de alguém que encaminhará os primeiros nomes:

Bem vindo a nossa troca de livros para crianças!

É assim que funciona:

1) envie um livro para a criança N.1 (Aqui vem um nome) da lista abaixo
2) exclua o nome da criança N.1 da lista e coloque a criança N.2 (segundo nome) como criança N.1
3) coloque o nome e o endereço completo da sua criança como N.2
4) na sequência, mande essa informação atualizada para as 6 pessoas que aceitaram participar com você!
Para conseguir isso sugiro que você publique em sua página o mesmo texto que coloquei na minha!

IMPORTANTE: se não for possível completar esse seu grupo em 1 semana, me avise, porque não é justo com a criança que participou!
Dica: você pode comprar seu livro direto em um site que tenha o serviço de entrega (Saraiva, Livraria Cultura, Submarino, Americanas, amazon.com, etc), Em breve, seu filho, filho, sobrinho (a) ou a criança que você indicou deve receber 36 livros!!!
Não se esqueça de alterar os dados das crianças, mudando o N.2 para a posição do N.1 e colocando o dado do seu no N2 (coloque a idade e o sexo se desejar, para facilitar a escolha do livro).

Tomara que ninguém desista e quebre o combinado, pois sabemos o quanto crianças amam histórias e o quanto é bom ler para uma criança. Você deve começar a receber seus livros em aproximadamente 2 semanas!!!

Nº1: dados da primeira criança

No2: Dados da segunda criança

Brincando com essa brincadeira ou não. Ler e incentivar a leitura sempre é a melhor pedida!

COMPARTILHE
Josie Conti
Blogueira e empresária. Após trabalhar anos como psicóloga, abandonou o serviço público para manter seus valores pessoais. Hoje, a Josie Conti ME e sua equipe trabalham prioritariamente na internet na administração funcional, editorial e publicitária de redes sociais e sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil, além de várias outras fan pages que totalizam cerca de 6.5 milhões de usuários. É idealizadora da CONTI outra, o projeto inicial que leva seu nome.



COMENTÁRIOS