Dica de livro: ‘O Livro da Psicologia’

A Psicologia abordada a partir de suas raízes filosóficas.

O que nos faz lembrar e por que nos esquecemos? Como podemos realmente medir a inteligência?
Conheça centenas de teorias de cientistas conceituados como Carl Jung, Freud, Erikson e Piaget.

“A inteligência de um indivíduo não é uma quantidade fixa” [Alfred Binet], “Uma boa vida é um processo, não um estado” [Carl Rogers], “Tudo o que cresce segue um plano preestabelecido” [Erik Erikson] e “Transformamo-nos em nós mesmos através dos outros” [Lev Vygotsky] são apenas quatro das pouco mais de 100 teorias que são apresentadas em ‘The Psychology Book’, obra publicada em 2012 pela conceituada Dorling Kindersley (DK), editora inglesa especializada em livros de referência ricamente ilustrados, para adultos e crianças. Os seis autores, C. Collin, N. Benson, J. Ginsburg, V. Grand, M. Lazyan e M. Weeks — na sua maioria psicólogos de renome — resumem, utilizando uma linguagem simples e objectiva, tendo por auxílio ilustrações e gráficos de cores garridas, as ideias de algumas personalidades de relevo do ramo da Psicologia, Psicanálise, Psiquiatria, Sociologia e Filosofia. Estes investigadores tiveram um papel crucial na génese de algumas escolas de pensamento da Psicologia, mesmo antes de 1879, quando surgiu o primeiro laboratório reconhecido para o estudo do comportamento humano, na Alemanha. Assim se estabelece esta disciplina científica como independente tendo como impulsionador Wilhelm Wundt (1832-1920).

Capa livroAo longo das páginas de ‘O Livro da Psicologia’, de forma cronológica, o leitor vai conhecendo e relembrando teorias que revolucionaram uma certa geração e que inspirou psicólogos e médicos, algumas das quais continuam, nos dias de hoje, a serem tidas como credíveis e a sustentar o ‘modus operandi’ de algumas terapias tradicionais e alternativas. Grandes ideias de figuras de relevo da Psicologia como Freud, Carl Jung, William James, Pavlov e Maslow são postas em síntese nesta obra. São questões de outrora que são tão actuais hoje. Sem maçar o interesse do leitor leigo, mas que interessa-se por Psicologia e por compreender a sua relevância na sua vida, esta é uma obra que desperta e impulsiona reflexões, e instigará o leitor a buscar o autoconhecimento.

Neste livro, um verdadeiro compêndio, muitos são os aspectos positivos a nível da edição a salientar: o tipo de papel utilizado na sua concepção é de grande qualidade; os seus acabamentos são em capa dura; as cores fortes estampadas na totalidade de algumas páginas têm um papel fundamental e são tidas como separadores das dezenas de teorias tratadas; os desenhos e diagramas são simples de compreender e humorísticos; é feita uma breve biografia com fotografia de todos os autores analisados; o glossário apenso no final do livro é de grande ajuda para os menos entendidos em alguns dos termos descritos; a tradução (de Sara Travassos, Carmo de Abreu e Alexandra Cardoso) é exemplar, sem falhas nenhumas, o que denota um grande trabalho de equipa; enfim, por estes prós todos ‘O Livro da Psicologia’ vale todo o investimento que possamos fazer ao adquiri-lo.

‘O Livro da Psicologia’ é um dos volumes da série ‘Big Ideas Simply Explained’, da qual faz parte ‘O Livro da Filosofia’, que segue os mesmos padrões editoriais de grande qualidade.

Excerto
“Na sua breve história, a psicologia ofereceu-nos muitas ideias que transformaram a nossa forma de pensar e que nos ajudaram a compreendermo-nos melhor a nós mesmos e aos outros e também ao mundo em que vivemos.”

A indicação de leitura é do nosso blog parceiro Silêncios Que Falam.

Encontre o livro nos links abaixo:

Edição em Português do Brasil- Livraria Cultura, Livraria Saraiva.

Edição em Português de Portugal

COMPARTILHE
Miguel Pestana
Vive na Madeira, ilha portuguesa onde nasceu Cristiano Ronaldo, o melhor jogador de futebol do mundo. É cinéfilo e melómano, mas é no mundo dos livros que passa maior parte do tempo, e por isso diz ser um grande bibliófilo. Em Portugal, o seu blogue literário — http://silenciosquefalam.blogspot.pt —, existe há mais de 5 anos e é parceiro de mais de 40 editoras. Em ‘Silêncios que Falam’ ele já postou mais de 300 resenhas críticas, sobre livros de géneros literários vários.



COMENTÁRIOS