Cuide bem do seu amor

Não esqueça de cuidar do seu amor
De olhá-lo, de tempos em temos, com o mesmo olhar dos primeiros encontros
Lembre-se de beijá-lo com o mesmo furor dos primeiros beijos
De namorar com a mesma empolgação de outrora
De explorar o seu corpo como se não o conhecesse

Na verdade, todos mudam, e o seu amor certamente já não é o mesmo de quando você o conheceu
E, se não de dedicar a experenciá-lo, logo ele se tornará um estranho

Não esqueça de alimentar emocionalmente o seu relacionamento
De procurar palavras diferentes, para dizer o que já foi dito mil vezes
Porque, do contrário, elas acabam perdendo o seu valor

Não esqueça de buscar novas formas de manifestar o que sente
Inclusive porque o que sente vai mudando ao longo do tempo, não permanece estático

Recorde-se, periodicamente, que apesar de haver bilhões de possibilidades mundo afora
Você pode até trocar de amor, mas o novo lhe exigirá, igualmente, intensos cuidados

Então, se você tem alguém legal ao seu lado, tenha certeza que não vale a pena tentar a sorte
Melhor reciclar o sentimento e a vivência com essa pessoa que já lhe fez tanto bem
E que pode lhe fazer muito mais

Lembre-se, sempre, que tudo é uma questão de escolha
E que só vai definhar ou morrer o que assim se permitir
Não olvide-se, ainda, que a responsabilidade sempre é de ambos,
E, se não houver reciprocidade imediata, logo ela virá

Lembre-se que um tanto de romantismo, vez ou outra, faz bem para qualquer um
Procure, acima de tudo e a todo momento, não ser indiferente
Não deixar de se importar, não pensar “deve estar bom assim” ou “tanto faz”

Pois amor algum resiste à falta de alimento e à falta de significação

Tenha ele um mês ou cinquenta anos de duração
Não se esqueça, enfim, de cuidar bem do seu amor
Para sempre.

Imagem de capa:  Zoran Photographer/shutterstock

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS





Susiane Canal
“Servidora Pública da área jurídica, porém estudante das questões da alma. Inquieta e sonhadora por natureza, acha a zona de conforto nada confortável. Ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência...”

COMENTÁRIOS