Conheça os sintomas anormais de ansiedade que você não pode ignorar

Por Fernanda Ferraz

Você tem notado que está mais ansiosa que o normal? A ansiedade torna-se um distúrbio, quando lhe atrapalha em seus afazeres do cotidiano, e quando ocorre em momentos ou situações em que não deveria acontecer. Os distúrbios de ansiedade são um dos distúrbios psiquiátricos mais comuns e presentes em uma boa parte da população.

O que é a ansiedade?

A ansiedade é um acontecimento ou sintoma de proteção ao ser humano, age como atuante para manter a mente alerta e pronta para um acontecimento, proporciona o estímulo para o indivíduo preparar-se de maneira adequada, como em momentos de um encontro, uma prova ou uma nova experiência, como uma seleção de emprego.

A ansiedade pode surgir de várias formas, pode surgir como alerta de pânico, gradualmente ou inesperadamente, com uma notícia ou nova informação. A ansiedade pode persistir e permanecer mesmo quando algo já aconteceu, como a morte de um parente próximo.

Pode durar minutos, semanas, meses ou anos, ela pode ser leve ou grave.

ansiedade

A ansiedade normal

Esse tipo de ansiedade é encontrado em situações difíceis, que testam nossos limites a respostas rápidas, apresenta sintomas físicos como:

– Dor de barriga.
– Sudorese.
– Inquietação.
– Palpitações.
– Aperto no peito.
– Dores de cabeça.

A ansiedade anormal

Conhecida também como ansiedade patológica, ocorre e deixa o indivíduo paralisado diante da informação ou experiência; atrapalha completamente a iniciativa de resolver a questão; impede que a pessoa se prepare diante da situação e traz prejuízos emocionais e talvez até psicológicos; passa uma sensação de incapacidade.

Principais distúrbios

Ataque do pânico – São pavores de muitas coisas, como de morte eminente, perda de controle das emoções. O ataque começa e vai crescendo de modo acelerado, a pessoa tem o desejo de fugir ou lutar. O ataque do pânico pode desaparecer na mesma hora em que o objeto de seu medo ou pavor sumir da sua frente ou pode levar à exaustão nervosa.
Transtorno obsessivo compulsivo (TOC) – São obsessões de pensamentos, ideias, sentimentos, impulsos, o mais comum é quando há compulsão por limpeza extrema.
Agorafobia – Medo de ambientes abertos ou de lugares fechados, medo de multidão, filas, trem, de se distanciar de casa, avião, qualquer lugar que dificulte ou dê a falsa impressão de que não vai poder ser socorrido, é uma extensão do ataque do pânico.
Fobia social – É o medo de comer, falar, escrever, beber, qualquer situação que o exponha publicamente e que lhe traga inquietação e vergonha de parecer ridículo.
Fobia generalizada – É a preocupação exagerada, ocorrida praticamente todos os dias sobre quase tudo que envolve esse indivíduo e que dura mais de 6 meses, os sintomas são:
– Fadiga.
– Irritabilidade.
– Falta de concentração.
– Dificuldades para respirar.
– Tensão muscular.
– Insônia ou sono de má qualidade.

Tratamentos

Para o distúrbio de ansiedade, os tratamentos podem ser feitos com medicação, como antidepressivos ou benzodiazepínicos ou também com psicoterapia comportamental.

Doenças que podem causar ansiedade

– Distúrbios cardiovasculares (insuficiência cardíaca, arritmias).
– Infecções cerebrais.
– Distúrbios endócrinos (hiperatividade das glândulas tireoide ou suprarrenal).
– Distúrbios respiratórios (asma, doença obstrutiva crônica do pulmão).
– Drogas que podem causar ansiedade. O distúrbio de ansiedade, também, pode ocorrer por uso prolongado de drogas legais ou ilegais, como:

– Cafeína.
– Álcool.
– Cocaína, maconha, entre outras drogas.
– Medicamentos controlados.
Referência: Fobia Social, Dr. Antonio Egidio Nardi.

Fonte indicada: Família

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS