Casal em namoro à distância cria fotos para se aproximar

Danbi Shin e Seok Li são um casal coreano apaixonado que namora à distância. Shin mora em Nova York, nos EUA, enquanto Li reside em Seul, na Coréia do Sul. A viagem de avião entre os dois lugares dura, em média, 14 horas.

Os dois só podem se encontrar pessoalmente em intervalos de meses, razão pela qual resolveram criar um projeto fotográfico chamado Half & Half, em que eles tiram fotos simultaneamente e combinam os resultados em uma única fotografia composta de duas partes complementares. Dessa forma, eles se mantêm próximos, apesar de estarem a milhares de quilômetros um do outro.

Manter uma relação à distância é um desafio verdadeiramente complicado para qualquer casal. A ausência de contato físico não é algo de todo insuportável, embora seja uma limitação muita dura de aguentar.

Esse hiato entre um casal é frustrante. A única forma de se ver é através de uma tela. A troca de experiências é escrita, por vezes verbal, mas, por causa da falta de interação presencial, reina um sentimento de incerteza quanto ao que as duas pessoas estão fazendo (ou pensam em fazer) fora da comunicação restrita.

Muitos casais que namoram à distância mantêm seu relacionamento mesmo na base da provação, mas outros não aguentam e preferem dar um fim na relação, visto que o laço afetivo esfria com a falta de calor humano.

Alguns acreditam piamente em amor incondicional; outros dependem de garantias e demonstrações explícitas desse amor para poder experimentá-lo.

No mínimo, é surpreendente o fato de duas pessoas permanecerem juntas sem se olharem, beijarem, cheirarem e tocarem. A constante obliquidade de sensações desgasta a paixão e mina o desejo com o passar do tempo, mas alguns casais ignoram essa tentação e sustentam o amor, como se tivessem feito um pacto de sangue ou alguma outra promessa de causa maior.

Se um relacionamento saudável à base de sexo já é, em partes, difícil de se viver, é imaginável a dura realidade de experimentar o outro apenas em pensamento, como fazem os coreanos Shin e Li.

Há um grupo de pessoas que leva um relacionamento à distância numa boa, e ainda tiram o melhor proveito da situação com humor e criatividade. Danbi Shin e Seok Li fazem parte desse grupo, que se contenta com pouco. Os dois matam a saudade com fotos que unem as duas metades da laranja. A parede de separação que os envolve é quebrada por um simples, mas perspicaz projeto fotográfico.

Nas fotos a seguir, Shin e Li mostram como suas vidas são parecidas, apesar de terem estilos e hábitos distintos. Os dois compartilham momentos cotidianos de seu dia a dia, seja comendo, bebendo, passeando ou ouvindo música. Veja:

namoro a distância_1 namoro a distância_2 namoro a distância_4 namoro a distância_5 namoro a distância_6 namoro a distância_7 namoro a distância_8 namoro a distância_9 namoro a distância_10 namoro a distância_11 namoro a distância_12

namoro a distância_14 namoro a distância_15

namoro a distância_13

namoro a distância_16

COMPARTILHE
Eduardo Ruano
Escritor e redator por hobbie e profissão. Me considero uma pessoa racional, analítica, curiosa, imaginativa e em constante transformação. Gosto de ler, escrever, correr, assistir séries, beber e viajar com os amigos. Estudioso de psicologia, filosofia e comportamento humano. Também sou interessado em arte, literatura, cultura e ciências sociais. Odeio burocracias, formalismos e convenções. Amo pessoas excêntricas, autênticas e um pouco loucas, até certo ponto. Estou sempre buscando novas inspirações para transformar ideias em palavras.



COMENTÁRIOS