Banksy: 50 obras de arte polêmicas e famosas

Banksy, o artista inglês icônico e anônimo, possui uma grande variedade de obras de arte com mensagens sociais poderosas, e um tanto polêmicas.

Seu amplo portfólio de pinturas e desenhos é proporcional à grandeza de seu nome no mundo artístico.

Influência para milhares de artistas ao redor do mundo, ele não faz questão de aparecer em público por razões de segurança e privacidade, mas está sempre presente nas ruas através de sua arte.

O polêmico artista inglês iniciou sua trajetória artística no início da década de 90, na pacata cidade de Bristol. Desde então, sua figura é representada em museus, congressos e feiras de arte, embora ele mesmo nunca tenha participado pessoalmente de qualquer evento desse tipo.

Preocupado em manter-se longe dos holofotes, ele cria sua arte atrás dos bastidores, no escuro e sozinho, pois assim é mais valorizado: em anonimato.

Muitos de seus fãs expressam o desejo de conhecê-lo, mas outros simplesmente aceitam o fato de que a identidade de Banksy é um mistério muito bem encoberto e improvável de ser desvendado.

Não é preciso conhecer um artista para apreciar suas obras de arte, gostar de seu estilo e compactuar de suas ideias.

Quanto ao conteúdo dos trabalhos de Banksy, todo ele é expresso a partir de uma crítica social sobre algum aspecto de injustiça, desigualdade ou opressão no mundo. Ativista político, crítico social, porta-voz contra a violência e o terrorismo. São muitos os papéis que Banksy assume no cumprimento de suas funções.

Ele já foi procurado pela polícia de vários estados e países, mas nunca foi incriminado. Sua arte de guerrilha é, na verdade, um contra-ataque às intempéries da sociedade. Banksy não chega a ser um fora da lei; é apenas um artista revoltado que faz parte de um movimento reacionário. Muitos estão junto dele nessa causa.

Os temas abordados pelo artista são política, filosofia, socialismo, terrorismo, sexualidade e outros derivados. Nas 50 obras de Banksy a seguir, pode-se notar algumas abordagens interessantes sobre esses temas em geral. Veja:

banksy_14

banksy_12

banksy_1 banksy_3 banksy_4 banksy_5 banksy_6 banksy_7 banksy_8 banksy_9 banksy_10 banksy_11 banksy_13 banksy_15 banksy_16 banksy_17 banksy_18 banksy_19 banksy_20 banksy_22 banksy_23 banksy_24 banksy_25 banksy_26 banksy_27 banksy_28 banksy_29 banksy_30 banksy_31 banksy_32 banksy_33 banksy_34 banksy_35 banksy_36 banksy_37 banksy_38 banksy_39 banksy_40 banksy_41 banksy_42 banksy_43 banksy_44 banksy_45 banksy_46 banksy_47 banksy_48 banksy_49 banksy_50 banksy_51

COMPARTILHE
Eduardo Ruano
Escritor e redator por hobbie e profissão. Me considero uma pessoa racional, analítica, curiosa, imaginativa e em constante transformação. Gosto de ler, escrever, correr, assistir séries, beber e viajar com os amigos. Estudioso de psicologia, filosofia e comportamento humano. Também sou interessado em arte, literatura, cultura e ciências sociais. Odeio burocracias, formalismos e convenções. Amo pessoas excêntricas, autênticas e um pouco loucas, até certo ponto. Estou sempre buscando novas inspirações para transformar ideias em palavras.



COMENTÁRIOS