Aprenda a viver com algumas pessoas e a sobreviver sem outras

Sabemos que as pessoas que amamos nem sempre estarão ao nosso lado. Por isso também devemos aprender a conviver com as que menos nos agradam

A vida é como uma viagem de trem. Paramos em muitas estações, pessoas que desconhecemos sobem, e as pessoas que amamos de repente descem do nosso trem. É por isso que precisamos aprender a viver com algumas pessoas e a sobreviver sem outras. Porque alguns vão subir e temos de saber como lidar com elas, outras vão descer e nós devemos aprender a viver sem elas.

Embora pensemos que é difícil, hoje veremos em profundidade, que viver nos ensina a superar tais situações.

Por isso, devemos fazer sempre o nosso melhor para que, longe de sermos infelizes, aprendamos com todas essas experiências que todos nós um dia temos que passar.

Como viver com algumas pessoas

Às vezes é muito difícil viver com algumas pessoas porque elas não compartilham os nossos valores, não têm a mesma opinião que nós sobre a vida ou simplesmente não se encaixam bem conosco.

Apesar disso, às vezes, não temos escolha a não ser “suportarmos”, porque livrar-se delas não é uma opção.

aprenda-viver-com-algumas-pessoas-e-sobreviver-sem-outras-1-500x314-500x314

Tais pessoas podem ser tóxicas para nós e se encontram em nossa família ou entre os nossos colegas de trabalho. Nestas situações, não podemos virar as costas e esquecê-las, isso não é possível nem viável.

Por isso, devemos aprender a conviver com tais pessoas de forma saudável, evitando tudo o que podem fazer para influenciar ou afetar nosso equilíbrio emocional.

Pense que não é preciso mudar de lugar toda vez que uma pessoa faz você se sentir desconfortável. Você deve aprender e aceitar as pessoas como elas são, com seus defeitos e virtudes.

Você pode pensar que vai sofrer passivamente, mas isso não é verdade. Aceitar essas pessoas com as quais não temos afinidade fará de nós pessoas muito mais sensatas e equilibradas.

Nem sempre devemos fugir daqueles que nos incomodam. Às vezes é necessário que enfrentemos tais situações com inteligência. Só assim conseguiremos aprender e amadurecer.

Como sobreviver sem outras pessoas

Na vida nem sempre se trata de “aguentar” aquelas pessoas com as quais não nos identificamos, mas há uma parte ainda mais difícil: viver sem aquelas pessoas que tanto nos fazem falta.

Os pais, casais, amigos… sempre descem do nosso trem deixando um vazio com o qual é difícil conviver. No entanto, o importante é que podemos superá-lo.

article_14156322663-500x344-500x344

O sofrimento que nos aborda quando uma pessoa que é importante para nós desce do trem, às vezes manifesta problemas de dependência emocional ou dificuldades graves para amar nossa solidão.

Embora pareça um pensamento um tanto frívolo, devemos aprender a aceitar que as pessoas subirão e descerão do nosso trem. Só nós permaneceremos nele até que a vida permita.

Mas por que nos custa tanto aceitar essa dolorosa situação? Porque não sabemos quando eles farão isso, porque está além do nosso controle, e às vezes queremos ter o controle de tudo e de todos para o nosso benefício pessoal.

Portanto, é importante aceitar a realidade. É claro que doerá e que você irá sofrer, mas deve aprender a abraçar essa dor para seguir em frente, porque a vida continua!

Pense em todas as boas lembranças e experiências que viveu com eles e continue seu caminho. Porque, afinal de contas, andamos sozinhos, acreditemos ou não.

desapego-500x366-500x366

O que é o mais difícil para você? Conviver com algumas pessoas ou sobreviver sem outras? A opção escolhida vai determinar no que você deve se concentrar, para aprender a superar qualquer barreira ou medo que não está permitindo que você seja completamente feliz.

Acima de tudo, acredite que qualquer solução consiste em aceitar. Aceitar a vida como ela é, aceitar os outros com suas coisas boas e ruins e, acima de tudo, aceitar que não podemos controlar nada, exceto nossos próprios passos.

Fonte: Melhor Com Saude

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS