Alto executivo pede demissão após ler carta de sua filha

Em 2013, Mohamed El-Erian, um conhecido investidor graduado pelas universidades de Oxford e Cambridge, pai de uma menina de 10 anos de idade, pediu a filha que fosse escovar os dentes várias vezes e ela não o obedeceu. Ele a lembrou que pouco tempo atrás, ela iria fazer as coisas que lhe pedia sem ele ter que insistir.

A menina então pediu ao pai que aguardasse um minuto. Ela foi ao seu quarto e voltou com uma folha de papel, onde havia compilado uma lista com 22 acontecimentos importantes em sua vida que o pai havia perdido devido ao trabalho como CEO da empresa PIMCO, pelo qual era reconhecido e respeitado internacionalmente.

DEMISSÃO

El-Erian disse:

“Aquilo me fez acordar. A lista continha 22 itens, do seu primeiro dia na escola e primeiro jogo de futebol à reunião de pais e professores e um desfile no Halloween. Isso somente naquele ano.

Eu me senti horrível e tentei me defender. Afinal, eu tinha uma boa desculpa por ter perdido cada um daqueles eventos. Viagens, reuniões, telefonemas urgentes, etc.

Mas eu não podia negar que eu estava deixando passar o ponto mais importante.

Eu podia racionalizar o quanto eu quisesse, e eu o fiz, mas o equilíbrio entre trabalho e família estava totalmente fora de prumo, e isso estava machucando a relação especial que eu tinha com minha filha, pois eu não estava tendo o tempo necessário para ela.

Minha experiência era a de muitos pais […] que passam a maior parte do tempo no trabalho e não conseguem dar a atenção necessária à família.

No início deste ano (2014), eu deixei o privilégio de trabalhar com pessoas altamente capacitadas intelectualmente na empresa PIMCO e optei por diversos trabalhos de menos horas e viagens, mas com bastante flexibilidade, suficiente espero para me permitir a experiência de estar presente nos momentos importantes de sua vida.

Até agora, para mim, isso foi a decisão correta.

Eu alterno com minha esposa em acordar nossa filha todas as manhãs, preparar seu desjejum e levá-la à escola. Eu também estou presente para buscá-la da escola e levá-la a outras atividades. Nós estamos conversando e compartilhando mais tempo juntos.

Sou grato que essa atitude me deu a oportunidade de estar presente em momentos importantes da vida de minha filha antes que eles passem tão rapidamente.

Infelizmente não são todos que podem se dar a este luxo. Mas espero que as empresas possam dar mais atenção à importância de balancear trabalho e família, e mais e mais pessoas poderão decidir o que realmente é mais importante em sua vida.”

Por Angelica Genesi
Fonte indicada Família

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS