“Abraçadora” profissional cobra cerca de R$ 250 para abraçar e dar afeto a homens carentes

Janet Trevino é uma americana de 37 anos que ganha a vida através de abraços. Como uma “abraçadora” profissional, ela cobra cerca de R$ 250 por hora para abraçar e dar afeto para homens carentes.

Moradora de San Antonio, nos EUA, ela passa de 13 a 20 horas abraçando homens que têm entre 40 e 70 anos. Através dessa atividade, ela ganha cerca R$ 5 mil por semana, de acordo com o tabloide “Daily Mail“.

hug 2

“Meus clientes costumam ser veteranos de guerra, já que moro em uma cidade militar, mas atendo todos os tipos de pessoas”, contou.

Antes de atender o cliente, Janet costuma conversar com ele por telefone para descobrir o que ele realmente precisa. “Não é como ir fazer uma massagem”, explicou. “Preciso fazê-los entenderem o que exatamente é o meu trabalho para que eu também esteja segura”.

hug 3

Com informações da Uol

COMPARTILHE

RECOMENDAMOS





CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.

COMENTÁRIOS