8 maneiras eficientes de destruir um relacionamento

O fato é que, apesar de nos acharmos mais espertos agora do que nunca, tem uma coisa na qual os seres humanos só ficam cada vez piores: em relacionamentos. Hoje em dia, a maioria dos nossos relacionamentos simplesmente falha; não há maneira de argumentar com isso.

Então, talvez nós precisemos de um sinal que mostre que a nossa relação está se deteriorando antes que seja tarde demais. Claro, todos gostariam de poder ver o fim de um relacionamento a um quilômetro de distância, mas muitos precisam de uma ajudinha. Que tal ler com muita atenção?

00

1 – Não dar valor

Não há melhor maneira de apressar o fim de um relacionamento do que simplesmente assumir que seu parceiro estará sempre lá para tornar sua vida mais fácil. Reconhecer o esforço de seu parceiro é imprescindível. Dizer “obrigado” e “por favor” faz parte da relação. Afinal, você não trataria um estranho em sua casa de forma diferente, então por que trataria a pessoa que você ama pior?

2 – Parar de conversar

No início do relacionamento, o casal não consegue parar de falar. Passa a noite toda conversando, ou incontáveis horas ao telefone, ou abraçados em um sofá. A relação morre quando as duas pessoas param de se falar. Claro, não só falar: ter conversas honestas que os casais têm todo o tempo no início de um relacionamento, mas que desaparecem com o tempo.

Isso é uma progressão natural na maioria dos relacionamentos. A chave é não deixar que as conversas sumam de vez. De vez em quando, o casal deve compartilhar o que é realmente importante para cada um.

3 – Parar de expressar seus sentimentos

À medida que avançamos em uma relação, é também natural parar de dizer “eu te amo” com tanta frequência, ou até mesmo demonstrar raiva e outros sentimentos. É como se os extremos de nossas emoções acabassem, e tudo que resta é um monte de sentimentos sem graça.

Ainda assim, permanece sendo importante compartilhá-los. Sim, os sentimentos apaixonados enlouquecidos do início de qualquer relacionamento tendem a desaparecer, mas isso não significa que você parou de sentir, ou que você deveria parar de dizer o que sente; só é diferente.

4 – Parar de ouvir

Ninguém gosta de não ser ouvido. Portanto, não há melhor maneira de matar um relacionamento do que parar de ouvir o que seu parceiro tem a dizer. Isso mostra uma falta de respeito pela pessoa, e impede o relacionamento de crescer ou prosperar.

Especialmente importante é uma coisa chamada escuta ativa, que mostra ao seu parceiro que você está realmente engajado na conversa.

5 – Acabar com o divertimento

Nós nos juntamos por muitas razões: perspectivas comuns, atração física, espiritualidade compartilhada, vida profissional compartilhada, etc., mas também desfrutamos de uma companhia simplesmente porque é divertido!

Quando a diversão deixa um relacionamento, pode ser um sinal de que ele está acabando. Diversão faz parte da vida e é definitivamente parte de qualquer relacionamento saudável. É importante continuar se divertindo conforme o relacionamento amadurece.

Ama dançar, mas não faz isso em anos? Saia de casa. Conheceram-se durante uma caminhada, mas nunca mais pisaram num ambiente ao livre? Eis sua grande chance.

6 – Dizer o que o outro tem que fazer

Quantos não são culpados disso. Ninguém gosta de ser mandado, de ser dito o que fazer ou como fazê-lo. Enquanto algumas pessoas são mais abertas a “sugestões” do que outras, elas podem logo ser encaradas como ordens por um bom motivo.

Sério? Tem um jeito melhor de limpar a pia? Que bom, use-o da próxima vez que for fazer isso então. Quando for oferecer conselhos não solicitados, tenha em mente que é melhor você fazer o que você acha melhor sem que os outros deem palpite.

Isso pode ser um sinal da necessidade de “controlar” os outros, ou uma forma como algumas pessoas foram educadas. Em qualquer caso, é um mau hábito que você deve tentar reduzir em seu relacionamento.

7 – Ameaçar

Seja uma ameaça de terminar, bater, contar um segredo, isso nunca é um bom sinal para um relacionamento saudável. Ameaças são muitas vezes feitas em um ato de desespero, como uma tentativa de recuperar o controle. No entanto, as ameaças mais adequadas para birras infantis do que para um relacionamento adulto. Quando um parceiro recorre a ameaças, é hora de reavaliar o potencial da relação.

8 – Ignorar seu parceiro

A única coisa pior do que ser odiado por alguém é simplesmente ser ignorado por ele. A pessoa não se importa o suficiente nem para perder a energia da raiva com você.

O mesmo acontece com os relacionamentos. Se você resolve ignorar seu parceiro (ou vice-versa) por qualquer período de tempo maior do que alguns dias, isso é um sinal de que o relacionamento está totalmente em apuros.

A boa notícia de tudo que foi aqui exposto é que estes sinais não significam necessariamente que vocês não têm mais chance. Há sempre esperança, especialmente quando ambas as partes reconhecem esses sinais e decidem que querem fazer o possível para melhorar.

Se não conseguirem sozinhos, há sempre a terapia em casal. Converse com seu parceiro sobre as suas preocupações. Muitas relações podem ser salvas se os dois estiverem empenhados em mudá-la. [LiveScience]

Fonte: Hipe Science

___________________________________

Informação importante

Vocês sabiam que serviços psicológicos podem ser realizados através da internet desde que atendam ao Código de Ética Profissional do psicólogo e à Resolução do CFP n.º 11/2012?

Abaixo compartilho um site confiável sobre o assunto para quem quiser conhecer e obter mais informações sobre os serviços. Compartilhem também, pois vocês podem ajudar alguém que não tem condições de se locomover com facilidade, esteja em locais distantes ou mesmo queira otimizar seu tempo através do uso da internet.

http://www.apsicanalistaonline.com.br/

___________________________________

Gostou? Compartilhe!

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS