6 coisas que você precisa saber sobre suicídio

Quando o assunto é algo delicado como o suicídio, é normal que surjam diversas dúvidas e tabus. Assim, na lista abaixo, reunimos seis aspectos importantes referentes ao tema:

1. Segundo a OMS, o número de mortes por suicídio, em termos globais, para o ano de 2003 girou em torno de 900 mil pessoas, e, para cada suicídio, há, em média, 5 ou 6 pessoas próximas ao falecido que sofrem consequências emocionais, sociais e econômicas;

2. Os registros oficiais sobre tentativas de suicídio são mais escassos e menos confiáveis do que os de suicídio. Estima-se que o número de tentativas de suicídio supere o número de suicídios em pelo menos dez vezes;

3. Os principais fatores de risco para o suicídio são: história de tentativa de suicídio; transtorno mental;

4. A maioria das pessoas com ideias de morte comunica seus pensamentos e intenções suicidas. Elas, frequentemente, dão sinais e fazem comentários sobre “querer morrer”, “sentimento de não valer pra nada”, e assim por diante. Estima-se que pelo menos dois terços das pessoas que tentam ou que cometem suicídio haviam comunicado de alguma maneira sua intenção para amigos, familiares ou conhecidos;

5. A ideia de que os profissionais da saúde mental não podem questionar os pacientes sobre a existência de intenções suicidas pois assim os estariam induzindo a isso é equivocada: é importante que se converse sobre isso de modo franco e sensato;

6. O suicídio não é um ato de covardia (ou de coragem) como muitos o caracterizam; ele é uma ação auto-inflingida resultante de uma dor psíquica insuportável.

A lista foi elaborada com base em dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Manual de Prevenção do Suicídio, do Ministério da Saúde.

COMPARTILHE
Patrícia Pinheiro
Gaúcha e estudante de Psicologia. É escritora e revisora de textos na Sociedade Racionalista, colunista do CONTI outra, artes e afins, Fãs da Psicanálise, Inspiring Life e escreve, ainda, para o Blogueiras Feministas; Brasil Post; Benfazeja; Psiconline Brasil e Puta Letra. É feminista, apaixonada por moda e assumidamente viciada em filmes e séries. Ainda irá viver da escrita.



COMENTÁRIOS