5 coisas que você não sabia sobre sonhos lúcidos

premissa de um sonho lúcido é simples e, ao mesmo tempo, misteriosa: um sonho lúcido é aquele em que você sabe em que está sonhando. A maioria de nós acorda ou tem o sonho imediatamente interrompido quando descobre, no meio dele, que está sonhando. O susto parece trazer nossa consciência de volta do mundo onírico. Mas o que talvez você não saiba é que tem gente que consegue ter sonhos lúcidos com bastante frequência e inclusive permanecer neles, mas alerta. E isso significa ser capaz de fazer tudo o que você faz acordado, mas em sonho.

Os primeiros registros de sonhos lúcidos na história são egípcios

ba1Alguns pesquisadores acreditam que Ba, a representação egípcia para a alma, era o ‘eu’ presente em sonhos lúcidos e projeções astrais, por exemplo. Ba era comumente demonstrado como um pássaro com cabeça de humano que flutuava acima do corpo humano. Robert Waggoner, autor de Lucid Dreaming: Gateway to the Inner Self, fala no mesmo livro que Ba pode ser o primeiro registro histórico de uma consciência itinerante, que sai do corpo mas conserva as características do corpo e da mente comuns, ou seja, nós mesmos quando estamos dentro de um sonho lúcido.

Sonhos lúcidos podem ser identificados como um outro estado de consciência

De acordo com a autora do livro Consciousness: A Very Short Introduction, Susan Blackmore, sonhos lúcidos podem ser um estado de consciência distinto daqueles que já conhecemos e alguns cientistas até acreditam que possamos, eventualmente, identificá-lo desse maneira. Ela iguala o estado de ‘sonho lúcido’ a alteração de consciência de experiências com algumas drogas como maconha e LSD, paralisia do sono, meditação e experiências de projeção astral.

Uma em cada 5 pessoas tem pelo menos um sonho lúcido por mês

Um estudo de 1988 descobriu que 20% das pessoas afirmam ter sonhos lúcidos todo mês, enquanto outros 50% disse já ter tido um sonho assim pelo menos uma vez. O estudo também mostrou que a lucidez em sonhos é ainda mais comum para crianças – desconfia-se que seja porque crianças têm mais pesadelos e são mais vulneráveis a eles, e pesadelos frequentemente despertam a parte do cérebro responsável pela lucidez no sonho, para que o sonhador possa se dar conta que está em uma narrativa irreal e possa então transformá-la em algo diferente e menos assustador.

Alguns alimentos podem aumentar suas chances de ter sonhos lúcidos

Anota aí: um estudo de 2006 identificou que participantes que tomaram, diariamente, 250mg de vitamina B6, disseram ter sonhos mais vivos, emocionantes, com cores mais vivas e histórias mais mirabolantes. O problema é que a quantidade diária recomendada pela OMS de vitamina B6 é 100mg. O que acontece se você tomar vitamina B6 demais? Bom, registros científicos anteriores dão conta de gente que tomou de 500mg a 1000mg por dia durante meses e teve neuropatia sensorial, que é dormência e perda de sensibilidade na extremidade. Ou seja, não é uma boa ideia.

Mas você pode garantir que seu consumo diária de vitamina B6 fique dentro do recomendado e isso já vai ajudar: você a encontra em alimentos como batata, banana, pães e arroz integral, alho, abacate, gema de ovo, limão, leite e aveia, por exemplo.

Há um gadget que, supostamente, induz sonhos lúcidos

A Aurora é uma máscara facial que pisca cores em um padrão específico que, de acordo com o fabricante, induz sonhos lúcidos mais facilmente. O projeto foi financiado no Kickstarter e a Aurora já está em pré-venda por 200 dólares.

Por Ana Freitas, via Revista Galileu

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS