17 verdades sobre as bagunças de nossa vida amorosa.

Por Christopher Hudspeth

Algumas vezes os grandes romances de nossa vida  começam muito bem mas, de uma hora para outra, como em um espetáculo de circo que deu errado, vemos os animais fugindo em direção à platéia e colocando todos em risco.  É exatamente assim, uma total falta de controle onde , devido a complexidade da situação, mesmo que o outro lado seja o maior responsável pela catástrofe, temos dificuldade em aceitar a nossa própria fração de culpa , – outras vezes, podemos ignorar verdades e fechar os olhos para fatos que estavam há muito presentes.

Abaixo descrevo alguns fatores que podem indicar motivos pelos quais sua vida tem parecido um cenário de comédia romântica, cheia de lágrimas e emoções mas que, ao contrário dos filmes, não tem um bom final.

1. Você foi traído, sofreu e magoou-se tão intensamente que parece que sua essência foi alterada.  Lembre-se que deslealdade não é uma mordida de zumbi  e você não precisa se transformar  no mal que te feriu.

2. Você está preso (a) naquela fase em que 50%  de você não quer se envolver romanticamente com ninguém e os outros 50% gastam um tempão divagando sobre o que aconteceria se você desse uma chance a uma certa pessoa.

3. Você vem cultivando uma estima baixa e pode nem se dar conta disso. Essa situação é perceptível quando você se vê interessado (a) e gostando de alguém até descobrir que essa pessoa também se interessa por você. Aí, subitamente, você perde o interesse. É como se o fato de alguém gostar realmente de você fosse algo “brochante”.

4. Em situações de joguinhos de sedução ou mesmo em relacionamentos onde se mede forças, quando a falta de seriedade é detectada por você, ao invés de tentar arrumar as coisas ou mesmo cair fora, você os alimenta usando a lei de talião.  Esse é um comportamento imaturo e característico de quem não está  (ou não quer estar) pronto (a) para encarar verdades.

5. Você dá espaço para que pessoas o (a) façam se sentir mal emocionalmente se , em troca, essas pessoas te fizerem sentir bem fisicamente.

6. Ao invés de reconhecer que uma pessoa (talvez até várias) possam ser as responsáveis pelo seu ressentimento com relação aos relacionamentos, você guarda rancor contra o romance e a ideia do amor.

7. Você está emocionalmente magoado (a), mas ao invés permitir-se vivenciar o seu tempo de cicatrização, você se vinga em outras pessoas e relações, fazendo com que as coisas deem errado e que mais pessoas saiam feridas como você saiu.

8. Nem sempre o espelho com que vemos as coisas é usado de forma imparcial. Muitas vezes, vemos corretamente e claramente o que acontece fora, o que é ato do outro, o que é erro do outro. No entanto, apagam-se as luzes para que sejam vistos os próprios erros e dificuldades. Lembre-se que, mesmo que suas intenções fossem boas, suas atitudes podem não ter sido condizentes com elas.

9. Você já viu experiências realmente  desastrosas na vida de pessoas queridas. O relacionamento de seus pais, de algumas amigos ou mesmo seus relacionamentos anteriores  podem ter causado um ressentimento genuíno que bloqueou a abertura para novas tentativas.  No entanto, mesmo que timidamente, que tal você se permitir um passeio pelo mundo da paquera? Não é necessário ter qualquer intenção maior além de redescobrir o prazer de uma nova forma de ver o mundo.

10. Você prefere manter uma postura do tipo “Que se dane!”, ao invés de demonstrar que realmente se importa com alguém, ou pior ainda, mostrar que também possui vulnerabilidades.

11. Você gasta tempo demais fantasiando um “tipo” ideal com que quer se relacionar e nunca encontra alguém que chegue a altura de expectativas (até porque elas não existem na realidade).  O que acha de começar a conhecer pessoas reais e que, ao contrário do que você compra nas lojas, não é descartável após algum uso? A partir disso, descobrir as verdadeiras qualidades dessa pessoa pode ser algo realmente encantador.

12. Falta de sincronia. Duas pessoas podem ter sentimentos uma pela outra mas, por gastar tempo demais escolhendo a hora certa,  acabam não conseguindo expressar seus sentimentos e perdendo grandes oportunidades.

13. Depois de ter surgido a cultura do apenas “ficar” um monte de gente não sabe mais até que ponto deve investir em uma relação. O que o outro sente ou quer nunca aparece de maneira clara.

14. Você gasta tanto tempo se importando e lutando por pessoas que não querem estar na sua vida que você negligencia aquelas que querem.

15. Você se acomodou em uma relação onde encontra um ombro e alguma estabilidade. Mantem a situação por ter medo de mudar. Sabe que é um comportamento fraco ao valorizar mais a rotina do que a felicidade.

16. Sua cabeça e seu coração nunca encontram um consenso porque sua cabeça está eternamente tentando convencer o seu coração a fazer coisas que ela sabe que seriam o melhor para você, mas, por alguma razão, você não consegue resistir aos impulsos do coração.

17. E, essa é dolorida, você só descobre que realmente ama alguém quando essa pessoa deixa de fazer parte de sua vida.

capa AMOROSO

Do original: 17 Brutally Honest Reasons Your Love Life Is A Mess That Only You Can Change

Traduzido por Gabriel Lody, editado por Josie Conti

Você achou esse conteúdo relevante? Compartilhe!

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS