10 razões por que o mundo corporativo não é para você!

Escrito por Juliana Bragança.

O mundo corporativo tem seus muitos benefícios, como salário fixo, carteira assinada, boas condições de trabalho e outros mais, mas não são todas as pessoas que se encaixam nesse ambiente. Alguns se adequam ao trabalho duro, com jornadas de trabalho de oito horas diária, 30 dias de férias por ano e um chefe sempre presente, mas outros buscam algo diferente. Há quem precise trabalhar ao ar livre, ter uma agenda mais maleável e maior independência do chefe. Quer saber a qual grupo você pertence? Descubra a seguir!

Você não é competitivo
Por mais que existam empresas que estimulem a parceria entre os colegas de trabalho, sempre há um pouco de competitividade. Ser competitivo é saudável até certo ponto, pois faz o profissional vencer os próprios limites e desenvolver-se. Porém, nem todo mundo pensa dessa forma. Se você não quer superar os demais, não faz questão de ter alguém subordinado a você e pouco se importa com o salário que seu colega recebe, essa não é sua praia. Se isso não é algo que chame a sua atenção, esse é um sinal de que o mundo corporativo não é exatamente o seu lugar.

Bajular as pessoas não faz a sua cabeça
Isso não é explícito, mas quando se trabalha em uma empresa com hierarquia definida, é necessário usar o máximo da sua simpatia, principalmente com aqueles que podem levar você a um cargo superior. Sim, bajular seu chefe e o chefe dele pode ser necessário. Não precisa ser puxa-saco, mas rir quando a piada for sem graça e guardar opiniões negativas apenas para você pode ser uma boa ideia. Se você não tem estômago para isso, pode ter problemas e até ficar estagnado na carreira. Antes de entrar para uma grande empresa, pense bem se é capaz de encarar tudo isso.

Você prefere trabalhar sem metas extraordinárias
É comum no mundo corporativo ter metas a cumprir. Pode ser em relação ao número de vendas, de clientes, de filiais ou qualquer outro critério objetivo. Os funcionários têm sempre objetivos a alcançar, e é dessa maneira que a companhia busca crescer. Existem pessoas que se sentem estressadas nesse sistema e não lidam bem com ele, podendo às vezes ter um rendimento inferior quando pressionados. Se você trabalha melhor sem metas concretas a cumprir, saiba que o ambiente corporativo normalmente exige isso, e esse talvez não seja o melhor lugar para você.

Roupa social não é sua onda
O tipo de traje adequado no local de trabalho varia de empresa para empresa, mas o uso de roupa social em algumas companhias costuma ser imprescindível. Isso espanta muitas pessoas, então é importante pensar bem se você não se importa em vestir-se formalmente todos os dias. Há quem se acostume, porém algumas pessoas não suportam ter que usar terno e gravata ou um tailleur para ir trabalhar. E isso piora se levamos em conta o verão brasileiro. Algumas empresas admitem roupas mais leves no verão, mas ainda são exceções.

Você trabalha melhor sozinho
O mundo corporativo exige trabalho em equipe. E pode acontecer de você cair em um grupo não muito disposto, criativo, unido ou bem visto. Algumas pessoas simplesmente trabalham melhor individualmente e preferem não depender dos outros para ver seu trabalho progredir. Esse profissional tende a não gostar de esperar os demais fazerem uma tarefa quando ele mesmo pode fazê-la. Por isso, analise bem qual sua forma ideal de trabalho, pois é quase obrigatório saber trabalhar em equipe e delegar atividades no mundo corporativo.

Você não sabe inglês e não quer aprender
Para trabalhar em uma grande empresa é fundamental ter pelo menos nível básico de inglês. Palavras como “share”, “ASAP”, “brainstorm”, “FYI”, “budget” e “turnover” são comuns no cotidiano empresarial. Se a língua do tio Sam não é seu forte, e você nem se esforça para isso, terá dificuldade nesses ambientes. Diversas expressões e siglas estrangeiras fazem parte do vocabulário executivo e devem ser de domínio geral. Se você tem disposição para aprendê-las, será mais fácil encaixar-se no mundo corporativo. Se esse não é seu caso, que tal buscar um nicho de mercado mais flexível?

Para você, reuniões devem ser objetivas

Todos têm uma boa intenção ao marcar reuniões. Sempre há problemas a serem discutidos e resolvidos, além de melhorias a implementar. Porém, em algumas reuniões as discussões são longas e cansativas. E isso pode ocorrer com certa frequência. Se para você elas são perda de tempo, fuja desses compromissos. Caso você seja o tipo de pessoa que não entende quem passa o dia todo em reuniões e diz que está trabalhando, vai ser difícil adaptar-se à lógica e às demandas das grandes empresas.

Você não é lá muito criativo
Acredite ou não, o mundo empresarial precisa de pessoas criativas. Normalmente, elas são aceleradas e se diferenciam dos colegas. “Nas empresas existem pessoas que fazem um monte de coisas ao mesmo tempo, frequentam tudo quanto é curso, têm idéias e sugestões”, explica Max Gehringer, autor de “Clássicos do Mundo Corporativo”. Esse é o perfil perfeito para os empregadores corporativos, pois esses profissionais se destacam. Então, se essa não é sua natureza, provavelmente terá dificuldades.

Você não gosta de ser controlado

Dar satisfação ao chefe, ter horários de almoço, de entrada e saída, bater ponto e fazer relatórios de atividades são práticas comuns para quem trabalha em uma empresa. Caso você não goste de ter todas as suas atividades controladas, saiba que isso é praxe no mundo corporativo. Algumas empresas possuem horários de trabalho flexíveis, mas não abrem mão das oito horas diárias. Em casos excepcionais, pode ser necessário trabalhar nos finais de semana. Algumas pessoas podem sentir-se presas e ficam infelizes nessa rotina, por isso reflita bem se esse estilo de vida combina com você.

Você nunca entendeu para que tantos relatórios, e-mails e gráficos

Sim, o ambiente corporativo pede que sejam feitas planilhas de custos, gráficos de desempenho, que e-mails sejam enviados formalizando pedidos e entregas, além da elaboração de uma infinidade de arquivos que muitas vezes podem ser vistos como burocráticos e desnecessários. Essas atividades fazem sentido em grandes empresas, onde certas formalidades têm diversos usos e são importantes para o fluxo de informações do negócio. Se você não suporta tantos e-mails, relatórios, avaliações de desempenho, etc., então fuja do ambiente corporativo.

Fonte: eHow Brasil

COMPARTILHE
CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos. Sejam sempre bem-vindos! Josie Conti



COMENTÁRIOS